Aos 39 anos, MS tem a 10ª melhor expectativa de vida do Brasil

Estado do Pantanal, da onça pintada e do tereré, como é conhecido por muitos, Mato Grosso do Sul comemora neste dia 11 de outubro, 39 anos de existência. Com muitas riquezas naturais e diferentes tradições já que atraiu pessoas de várias localidades do país, MS vai bem além desses rótulos e cada vez mais se desponta como um bom lugar para se viver, o que é comprovado pela boa expectativa de vida da população e pela economia que se consolida ano após ano.

niv

MS foi originado a partir da separação do Estado de Mato Grosso tendo em vista na época dentre outros fatores a viabilidade administrativa, o impulso ao desenvolvimento regional e ocupação territorial e diferenciação ecológica com o norte do território.

O primeiro governador foi o engenheiro Harry Amorim Costa.

Subdivido em 79 cidades e 357.145,532 Km² de área territorial, atualmente o Estado conta com uma população estimada de 2.682.386 habitantes e essa tem a 10 ª melhor expectativa de vida do país, sendo de 75 anos, média que se assemelha a de nível nacional com 75.1, conforme os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

São mais mulheres do que homens no Estado, o primeiro gênero conta com 1.229.096 (50.2% do total) e o segundo com 1.219.928 (49.8%). A nível nacional, a classe feminina também é maioria com um público de 104.355.330 e a classe masculina com o público de 101.726.102.

Quanto a escolaridade, uma grande maioria da população não possui instrução ou tem nível fundamental incompleto (51.5%). Com nível Médio completo e superior incompleto se tem 22%, fundamental completo e médio incompleto 17.2%, superior completo 8.8%.

Ainda conforme o IBGE, 30% dos habitantes daqui vieram de outros estados. Os “forasteiros”, sempre estiveram presentes na região, essa migração contribui para o desenvolvimento local e com as características culturais deste povo.

Um marco para o crescimento da área se deu pela implantação da ferrovia no início do século XX, o que tornou viável o intercâmbio com outras cidades do Brasil. Uma base econômica se firmou no Estado com a produção e comercialização da erva-mate e a dinamização da pecuária.

O forte econômico em MS ainda hoje tem base nesses segmentos e ainda no agronegócio, sendo um dos maiores produtores de soja, milho, centeio, algodão, aveia e cana de açúcar. O PIB per capita é de R$ 26.714,57 – 8° maior entre os Estados brasileiros-

MS possui pontos turísticos que se destacam a nível nacional e internacional. Diversos locais para lazer e contato com a natureza são opções em Bonito, Bodoquena, Corumbá, Jardim, Coxim e Rio Verde.

Tais diferenciais são destacados pelo autores Jorge Antonio Siufi e Otávio Gonçalves Gomes no hino do Estado. “Tuas matas e teus campos, O esplendor do pantanal, E teus rios são tão ricos Que não há igual”, descrevem.

Por conta da divisa com Paraguai e Bolívia, o turismo de compras é bastante forte no Estado com grandes eventos e promoções nos países vizinhos que atraem milhares em seus comércios.

A capital bem como Dourados e Três Lagoas, são cidades que por diversas vezes tem sido destaques na atração de empresas e geração de empregos.

Comentários

comentários