Ao sair do banco, mulher sofre golpe e perde FGTS em Dourados

Foto Divulgação

Uma trabalhadora de 31 anos foi vítima de um golpe, aplicado por duas mulheres, em Dourados. De acordo com informações repassadas pela polícia, a mulher tinha acabado de sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), saiu da agência da Caixa na Rua Joaquim Teixeira Alves e, quando ia subir na motocicleta estacionada do outro lado da rua, foi abordada por uma senhora com idade em torno de 50 anos.

A senhora perguntou se um envelope, que supostamente havia encontrado no chão, seria da vítima. Dentro, havia um maço de dinheiro. Ela respondeu que não, mas que poderia pertencer a uma jovem que tinha acabado de passar por ali.

A mulher chamou a outra que retornou e agradeceu por terem encontrado e devolvido o pacote. Disse que tinham salvado o emprego dela e que desejava dar um presente para ambas.

Ela pediu que a acompanhassem até à Rua João Rosa Góes, onde parou num canteiro central. Na sequência, contou que trabalhava numa joalheria na Rua Onofre Pereira de Matos e deu um vale para cada uma retirar um brinde. No entanto, segundo disse a estelionatária, não seria permitido entrar na loja com bolsa.

A mulher de 50 anos deixou os pertences com a comparsa e supostamente foi à joalheria retirar o presente. Quando retornou, mostrou um anel em ouro, que teria ganhado na loja.

A vítima foi convencida a ir até o local e deixar a bolsa contendo o dinheiro do FGTS com as duas mulheres. Ela não encontrou a joalheria, quando retornou as duas tinham sumido e, então, percebeu que havia caído num golpe.

A trabalhadora procurou a Delegacia da Polícia Civil para registrar queixa. Segundo a vítima, uma das mulheres tem em torno de 50 anos, sobrepeso, cerca de 1,70 de altura, é negra, tem cabelos pretos e utilizava um lenço branco. Usava óculos de grau e trajava calças escuras, blusa branca e sapatos pretos.

A outra mulher aparentava 30 anos de idade, é magra, negra, cabelos crespos amarrados coque, dentes abertos, trajava calça preta e camisa social verde. Conforme informado à polícia, ambas tinham sotaque nordestino.

Comentários