Antes de concluir plantio, MS já vendeu 32% da safra de soja

Da Redação

Mesmo com o atraso no plantio da soja por causa da falta de chuva, Mato Grosso do Sul já tem 32% da safra 2019/20 comercializados, conforme levantamento realizado pela Granos Corretora até 11 de novembro. O setor agropecuário estadual estima produzir 9,906 milhões de toneladas, com produtividade média de 52,19 sacas por hectare.

Foto: Arquivo.

No mais recente boletim casa rural divulgado pela Famasul, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado, é revelado que até sexta-feira (8) haviam sido cultivados aproximadamente 1,908 milhão de hectares. A área total prevista é de 3,163 milhões de hectares.

“A região centro está com o plantio mais avançado, em média 61,6%, enquanto a região norte está com 60,1% e a região sul com 59,9% de média”, aponta o Projeto SIGA, que envolve equipes de especialistas para acompanhamento das safras.

ALERTA

Na semana passada, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, reconheceu haver alerta por causa do atraso no plantio.

“Temos o desafio de terminar o plantio nas próximas semanas, de olho no início da segunda safra de milho. Visto que a perca da janela ideal pode comprometer a produção da safrinha e isso tem colocado agricultores e entidades em alerta”, detalhou.

MUNICÍPIOS

Conforme o Projeto SIGA MS, na região sul do Estado os municípios com plantio mais avançado são Antônio João e Maracaju, que cultivaram 80% de suas áreas. Em seguida aparecem Laguna Carapã, Aral Moreira e Jardim, acima de 70%. Dourados ainda não alcançou 50%.

Na região centro Sidrolândia lidera, acima de 70%, enquanto Campo Grande e Rio Brilhante chegaram a 50%. E na região norte Costa Rica lidera, com quase 90%, seguido por Alcinópolis, com 80%.

Comentários