André ouve “não” de Marçal e vê debandada

Fracassou a tentativa do ex-governador André Puccinelli (PMDB) em convencer o radialista e ex-deputado federal Marçal Filho de continuar no partido. Ambos se reuniram na tarde de segunda-feira (8) e Marçal se mostrou propenso a deixar a sigla e aceitar o convite do PSDB.

Puccinelli esteve em Dourados durante toda a segunda-feira - Foto: Adriano Moretto
Puccinelli esteve em Dourados durante toda a segunda-feira – Foto: Adriano Moretto

Outra liderança que está praticamente de saída é a vereadora Délia Razuk.

Durante toda a segunda, André esteve em Dourados tentando aparar arestas no partido e tentar apaziguar o clima de tensão que tomou conta do PMDB no município por conta da sucessão municipal. Pela manhã, ele havia comentado a situação de Délia e Marçal a qual acreditava no seu poder de convencimento para mantê-los na sigla, veja aqui.

“Toda saída representa perda. Vou conversar com o Marçal e dizer que não gostaria que ele deixasse o partido. Ele sempre me atendeu e acredito que não será diferente agora. Acredito que a Délia não saia, ela vai ser deputada”, disse ao chegar no encontro com outros membros do partido em Dourados.

MARÇAL E REINALDO

Marçal Filho se reúne ainda esta semana com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para dizer o ‘sim’ e retornar ao ninho tucano após quase duas décadas. “Estou 100% fora do PMDB”, disse o ex-deputado, segundo o jornal Diário MS.

No sábado, durante a abertura da Expomara (Exposição Agropecuária de Maracaju), o atual chefe do Executivo afirmou que aguardava apenas a resposta do radialista para se selar o acordo.

Comentários

comentários