Ambiental faz “batida” em três rios, apreende petrechos e solta pescado

Durante fiscalização fluvial nos rios Paraná, Iguatemi e Pirajuí, a PMA (Polídia Militar Anbiental), de Mundo Novo fiscalizou 50 embarcações e pessoas que pescavam em barranco dos rios e todos os pescadores estavam cumprindo a legislação, o que felizmente tem sido a tônica na operação Padroeira do Brasil, com raras exceções, como três autuados por pesca ilegal até agora.

Várias outras equipes da PMA perceberam o alto índice de pesca dentro da lei durante essa operação.

De qualquer forma, a quantidade de petrechos ilegais retirados dos rios ainda é excessiva. Nos três rios fiscalizados, os Policiais Militares Ambientais de Mundo Novo apreenderam diversos petrechos de pesca ilegais.

Foram retirados dos rios nos dias 13 e 14, de outubro, 27 redes de pesca, medindo 500 metros, 37 anzóis de galho e dois espinheis com 15 anzois cada um (petrechos proibidos). 30 quilos de pescado que estavam vivos nos petrechos foram soltos nos rios. Os responsáveis pelos petrechos não foram localizados.

Fiscalizações preventivas dessa natureza são fundamentais para a prevenção à pesca predatória, tendo em vista o grande poder de captura e depredação dos cardumes, dos petrechos proibidos de pesca como esses retirados do rio pelos policiais.

Além disso, há grande dificuldade de deter os autores, pois tais petrechos são armados em curto espaço de tempo e os pescadores não permanecem no rio durante a pesca, fazendo somente a retirada dos peixes, também em tempo bastante curto.

Comentários