Aluno morto em academia era moçambicano e tinha problema cardíaco

Nuno José Lamela da Costa Dias Alves de 44 anos, que faleceu na manhã desta quinta-feira (11), durante um treino na Smart Fit, localizada dentro do Shopping Norte Sul Plaza, apresentou declarações de aptidão para a prática de atividade física, segundo informou a assessoria de imprensa da academia.

Socorristas tentaram reanimar o jovem por 1 hora (Foto: Reprodução/Facebook)
Socorristas tentaram reanimar o jovem por 1 hora (Foto: Reprodução/Facebook)

Por meio de nota, a rede disse ainda que cumpre a lei vigente na cidade e que “lamenta profundamente o falecimento do cliente e, em solidariedade, prestará apoio à família”.

Ele era moçambicano e morava há pelo menos dois anos em Campo Grande. Nuno morreu por volta das 9h30 , depois de quase 1 hora de tentativa de reanimação de socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros.

A informação passada pelos bombeiros é de que o homem era obeso e tinha histórico de problemas cardíacos. Por conta desses problemas de saúde, há aproximadamente 10 meses ele havia começado a fazer exercícios físicos. O pai da vítima foi até a academia e acabou precisando ser socorrido também pois passou mal.

Homem sofreu parada cardiorrespiratória. Foto: Divulgação/ Whatsapp
Homem sofreu parada cardiorrespiratória. Foto: Divulgação/ Whatsapp

Nuno nasceu em Nampula, capital de província de Moçambique, país que tem como língua oficial o português. Ele se mudou para o Brasil há alguns anos e em março de 2014 teve os estudos em Moçambique reconhecidos pela Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul (SED).

Até o ano passado, Nuno cursava Direito na Uniderp-Anhanguera e recentemente teria iniciado pós-graduação na área. Em dezembro, o rapaz foi aprovado em concurso de estagiários do Ministério Público Estadual (MPE).

Comentários

comentários