Alonso espera uma melhora na Formula 1 a partir de 2021

Gazeta Esportiva.com

Perto de deixar a Fórmula 1, Fernando Alonso tem apenas mais duas corridas antes de dizer adeus (ou seria um até logo?) para a categoria. O espanhol, que nos últimos anos se tornou crítico das novidades no circuito e nos carros, deixou de ser competitivo com a supremacia dos motores da Mercedes, Ferrari e Red Bull. Recentemente o piloto postou um vídeo de 2005, duelando com Michael Schumacher, que levantou uma discussão sobre o nível da F1 atual.

Diversos comentários em sua rede social reforçaram o que Alonso prega em suas críticas, que fala de uma desigualdade muito grande nos motores e faz o campeonato ficar menos competitivo.

Alonso não corre na F1 em 2019 (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

“Acho que você tem que tornar a categoria interessante novamente. Publiquei um vídeo de 2005 e recebi 3.000 comentários que diziam: ‘essa era a Fórmula 1 pela qual nos apaixonamos e não a que temos agora’. Portanto, não é que eu sou crítico com esta Fórmula 1, é o que todo mundo vê. Um dos seis melhores carros pode sair da parte de trás em todas as corridas e terminar entre os seis primeiros, com quem quer que esteja pilotando”, disse o bicampeão mundial.

Alonso comentou alguma de suas saudades em relação ao antes na Fórmula 1. “Sentimos falta do barulho dos V10, dos V8. Nós sentimos falta da criatividade na estratégia, das diferentes cargas de combustível, da competição de pneus: talvez no molhado os Bridgestone eram melhores, mas no seco os Michelin eram superiores, e chegávamos no domingo sem saber o que poderia acontecer na corrida”.

Em 2019, a F1 deve passar por algumas revisões, mas nada que altere maiores coisas na competição a ponto de voltar uma maior distribuição de mais chances para as outras equipes. “O próximo ano será difícil porque as mudanças são apenas pequenas alterações aerodinâmicas e outras coisas, não acho que vão ter grande impacto, mas no futuro eu acho que vai ser bom porque a Liberty e os proprietários têm a mesma visão e eles sabem que têm que fazer alguma coisa”, concluiu.

Já em 2021, a Liberty deve fazer uma maior mudança, o que deixa Alonso com esperanças para uma melhora. “Para 2021, acho que a maioria das mudanças que a FOM pensa é para voltar a uma Fórmula 1 mais interessante e tenho certeza de que a categoria será muito melhor que é agora”, finalizou o bicampeão.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui