Alienígenas teriam tamanho de ursos, aponta estudo estatístico

É tudo especulação em cima de dados estatísticos, mas não deixa de ser curioso: um estudioso de cosmologia formulou, pela combinação de estatísticas, como seriam outros seres do espaço, seu tamanho e inteligência, e a conclusão é “hilária”. As informações são do IFL Science.

Extraterrestres seriam grandes, não tão inteligentes e estariam em planetas menores que a Terra  (Foto: IFL Science / Reprodução)
Extraterrestres seriam grandes, não tão inteligentes e estariam em planetas menores que a Terra
(Foto: IFL Science / Reprodução)

Segundo Fergus Simpson, da Universidade de Barcelona, utilizando estatística Bayesiana, a maioria da vida alienígena – que calculou por volta de 50 milhões – estaria em planetas menores do que a Terra; os seres extraterrestres apresentariam um físico bem maior do que os humanos, algo mais semelhante com os ursos.

Para tais resultados, Simpson considerou que a Terra seria o universo e que os países seriam planetas: assim, é muito mais provável que um humano estará na China (probabilidade de 1 em 5) do que na Nova Zelândia (1 em 1600), por exemplo. No entanto, é mais provável que exista um país menor – como a Itália ou a Espanha – do que um com o porte da Rússia ou da China.

A análise apoia a ideia de que animais maiores são menos abundantes, uma vez que consomem mais energia e recursos, como na comparação da população total da Terra de baleia azul e formiga. Porém, deve haver seres colossais fora da Terra com mais de 300 kg em média. Simpson também acredita que, caso as formas de vida alienígenas sejam tão grandes como ursos, é improvável que sejam inteligentes – numa definição humana. Portanto, nós provavelmente não receberíamos visitas de “discos voadores” em breve.

TERRA

Comentários

comentários