Aliados manobram para garantir votos contrários a denúncia contra Temer

Da Redação com informações do portal G1.

Em m meio às articulações do governo para tentar derrubar a denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara, o líder do PR na Casa, José Rocha (BA), informou nesta segunda-feira (10) que o partido vai trocar quatro dos cinco membros titulares na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

O deputado Carlos Marun (PMDB-MS) (Foto: Divulgação )

Ao G1, José Rocha afirmou que os novos membros estão “confortáveis” para votar na comissão a favor de Temer. Na semana passada, o presidente se reuniu com o ex-deputado Valdemar Costa Neto, em busca de votos contra a denúncia.

“Estamos fazendo a substituição a pedido dos próprios membros que não estão se sentindo confortáveis em votar contra a denúncia”, disse. “Não há uma instrução (do partido). Eles estão entrando porque se sentem confortáveis para votar contra a denúncia”, afirmou.

Temer foi denunciado pela Procuradoria Geral da República por corrupção passiva. Para que a denúncia tenha prosseguimento no Poder Judiciário, é necessário o aval da Câmara. Na CCJ, os deputados vão votar o parecer do relator Sergio Zveiter (PMDB-RJ) e, qualquer que seja o resultado, será enviado para análise do plenário.

As substituições

Serão retirados da lista de membros da CCJ os deputados Delegado Waldir (PR-GO), Jorginho Mello (PR-SC), Marcelo Delaroli (PR-RJ) e Paulo Freire (PR-SP). No lugar deles, entrarão Bilac Pinto (PR-MG), Laerte Bessa (PR-DF), Magda Mofatto (PR-GO) e Milton Monti (PR-SP).

Outras três mudanças de membros titulares da CCJ foram efetivadas nesta segunda. O deputado Carlos Marun (PMDB-MS), um dos principais defensores do governo Temer, entrou na vaga de José Fogaça (PMDB-RS), que passou para a suplência.

O deputado Evandro Roman (PSD-PR), que integra outro partido da base aliada, entrou na vaga de Expedito Netto (SD-RO). Outra mudança foi no PTB, com a substituição de Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), crítico ao governo, pelo deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP). Faria de Sá passará a ocupar um lugar de suplente.

Antes dessas mudanças, houve outras duas trocas na comissão desde que a Câmara foi notificada sobre a denúncia contra Temer. O deputado Laercio Oliveira (SD-SE), que era suplente, virou titular. O deputado Wladimir Costa (SD-PA) ficou no lugar dele como suplente.

Comentários