Alexandre Bastos integra Lista Tríplice votada pelo Tribunal de Justiça de MS

O primeiro colocado foi Honório Suguita, seguido por Alexandre Bastos e Gabriel Abrão Filho.

Diante das decisões judiciais que legitimaram a votação da lista sêxtupla pela à OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul), o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) escolheu na tarde desta quarta-feira (7) os nomes dos três advogados indicados pelo Quinto Constitucional para a vaga de desembargador.

O advogado Alexandre Bastos (Foto: Divulgação )

A votação, que analisou seis nomes, foi realizada por 31 desembargadores. O primeiro colocado foi Honório Suguita, seguido por Alexandre Bastos e Gabriel Abrão Filho. A lista tríplice será encaminhada para o governador Reinaldo Azambuja, responsável pela decisão final.

A sabatina para a escolha da lista sêxtupla ocorreu no dia 29 de abril pelos membros do Conselho Seccional da OAB/MS. No entanto, durante sete meses, o processo de votação foi questionado na justiça por candidatos que ficaram fora da disputa.

O pleito foi suspenso e convalidado várias vezes.

Na última terça-feira (6), o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), negou o pedido do advogado Fábio Trad para recolher a lista sêxtupla. O advogado já havia tentado barrar o andamento do processo em outras instâncias. O conselheiro Carlos Eduardo Oliveira Dias, entretanto, julgou improcedente o pedido do advogado.

“Por apropriado, deve-se registrar que não é possível a este Conselho Nacional exercer o controle preventivo dos atos administrativos a serem praticados pelos tribunais. Somente após a efetiva realização da votação e elaboração da lista tríplice pelos tribunais é que o CNJ tem elementos suficientes para, em procedimento próprio e específico, verificar se houve afronta a dispositivos legais ou descumprimento de suas resoluções”, declarou o conselheiro.

O novo membro da Corte vai ocupar o lugar deixado pelo desembargador João Batista da Costa Marques, em razão da sua aposentadoria.

Comentários