AL-MS termina hoje analise se acidentados passarão a ter 1º atendimento em hospital particular

Mochi manda investigar colegas na Assembleia (Foto: Adriano Furtado/ALMS)
(Foto: Adriano Furtado/ALMS)

A chamada Ordem do Dia na AL-MS (Assembleia Legislativa MS) desta quarta-feira (23), tem programado para analise dos parlamentares quatro propostas. Os PLs (Projetos de Lei) não tem maior relevância, além de um que dá abertura para que atendimentos a envolvidos em acidentes possam ser efetuada nos hospitais particulares mais próximos do local da ocorrência, para que não sejam encaminhados a Santa Casa ou outras unidades públicas, como é feito oficialmente. Das quatro matérias duas iniciam tramitação e outras duas podem ser aprovadas em definitivo.

O PL 157/2016 sobre os acidentes, de autoria do deputado Maurício Picarelli (PSDB), que entra em segunda discussão, prevê a disposição sobre a condução de vítimas atendidas pelo Corpo de Bombeiros Militar e que possuam cobertura de planos de saúde, para poder e que deverá ser efetuada aos hospitais particulares mais próximos do local do acidente.

Em discussão única, está o Projeto de Lei (PL) 190/2016, de autoria do deputado Felipe Orro (PSDB) que declara de Utilidade Pública Estadual a Associação dos Agricultores Familiares e Pequenos Agricultores de Angélica.

Já em primeira discussão, será analisado o PL 194/2016, do Poder Executivo que o autoriza a doar imóveis, com encargos ao município de Nioaque. Já em segunda discussão será apreciado o PL 183/2016, do deputado Professor Rinaldo (PSDB) que institui o Dia do Eletricista no Estado.

 

Comentários

comentários