AL contará com Seminário Internacional sobre Pantanal, debate sobre Terras e Dia do Paraguaio

Lúcio Borges

Deputados em plenário

A agenda de programação da AL-MS (Assembleia Legislativa de MS ) nesta semana de 8 a 12 de maio, contará com um encontro-debate internacional sobre Pantanal, discussão sobre Terras irregulares no Mato Grosso do Sul e Dia do Povo Paraguaio. O maior destaque é a realização do Seminário Internacional Três Biomas: Pantanal, Everglades e Okavango – Desafios e Oportunidades. A abertura do evento acontecerá em Campo Grande, que terá novas etapas em Cuiabá (MT) e Brasília (DF), para debater o turismo, a proteção e a implantação de um projeto de desenvolvimento econômico do Pantanal.

A agenda tem início nesta segunda-feira (8), às 8h30, no Plenarinho Nelito Câmara, com a celebração da Santa Missa, proposta pelo deputado Paulo Siufi (PMDB). O padre Wellington de Castro, do Seminário Propedêutico de Campo Grande, fará a liturgia. Na terça-feira (9), às 8h, acontece a reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) para apresentação e análise dos aspectos legal e constitucional dos projetos que tramitam na Assembleia Legislativa.

Seminário Internacional – Ainda na terça, a partir das  13 horas, por proposição do presidente Junior Mochi (PMDB), será aberto, o Seminário Internacional que discutirá experiências bem sucedidas em regiões semelhantes ao Pantanal, como Everglades (Flórida/EUA) e Okavango (Botswana/África). O evento é uma promoção do Instituto SOS Pantanal e reunirá representantes do meio ambiente, órgãos públicos, instituições, associações, pesquisadores e universidades. A ideia é que os casos de sucesso subsidiem a implantação de políticas públicas com base nas vocações e limites socioambientais do bioma.

Serão três encontros para abordar e construir um projeto de desenvolvimento econômico do Pantanal. Nos dias 10 e 11, a programação segue em Cuiabá e Brasília, respectivamente. Christofer Roche, mestre em Artes da Ecologia Histórica e diretor de Marketing da Wilderness Safaris, e Robert Johnson, mestre em Ciências Ambientais e diretor do Centro de Recursos Naturais do Sul da Flórida, serão os palestrantes. O professor Fabio de Oliveira Roque, coordenador executivo do Programa Biota-MS, e o engenheiro agrônomo Felipe Augusto, diretor executivo do Instituto Socioambiental da Bacia do Alto Paraguai SOS Pantanal, discorrerão sobre as formas de conciliar a economia com a conservação da biodiversidade.

Regularização Fundiária

Na quarta-feira (10), às 14h, a Frente Parlamentar para Regularização Fundiária em MS estará reunida no Plenarinho. O grupo de trabalho busca somar esforços para que mais famílias sejam beneficiadas com a titulação de imóveis rurais e urbanos que se encontram em fase de consolidação da propriedade.

A agenda se encerra na sexta-feira (12), às 19h, com a sessão solene em comemoração ao Dia do Povo Paraguaio, instituído pela Lei Estadual 2.235, de 29 de maio de 2001. A solenidade, proposta pelo deputado Cabo Almi (PT), irá homenagear cidadãos paraguaios e descendentes que vivem em Mato Grosso do Sul.

Comentários