AL aprova PL que pode fazer UTIs de MS ter presença obrigatória de dentistas

Lúcio Borges

As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de Mato Grosso do Sul poderão ser obrigadas a terem um profissional de odontologia junto ao atendimento de urgência e emergência. A medida está prevista no Projeto de Lei (PL) 59/2017, de autoria do deputado Lidio Lopes (PEN), aprovado em segunda votação durante a Ordem do Dia desta quinta-feira (6/7), que segue para sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Caso se torne lei, a norma valerá para os hospitais públicos e privados. “A falta desse profissional nas UTIs tem contribuído para o aumento de mortes, pois as doenças bucais são fatores que podem levar a outros quadros de enfermidades. Os profissionais não são para procedimentos de rotina, mas para aquele paciente crítico que requer atenção de equipe multidisciplinar”, justificou Lidio Lopes.

Comentários