Agepen investiga falhas internas na PED após preso abrir buraco em muralha para fugir

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) abriu investigação nessa segunda-feira (7) para apurar como ocorreu o processo de fuga do interno Suail Nascimento Souza, 50, na PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

Foto: Franz Mendes/Arquivo

O fato ocorreu entre a manhã e o final da tarde de domingo (6/12), quando foi percebida a ausência dele. Suail é natural de Gurupi (TO) e cumpre pena por tráfico de drogas e receptação na unidade penitenciária desde agosto de 2015.

Na PED ele trabalhava como cuidador de cães e conforme o boletim de ocorrência, durante as ações para tratar os animais ele teria cavado um buraco no canil e depois abriu outro na muralha anexa ao espaço, que está sem policiamento desde o dia 2 de dezembro.

De acordo com a assessoria de imprensa da Agência, a apuração pretende chegar a como o preso conseguiu escapar sem que o plano tenha sido notado. Também será investigada a quantidade de dias usados para abrir os buracos e como o homem atuava durante o serviço interno, observando falhas que resultaram na saída dele do presídio.

A evasão do interno foi registrada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e ele continua foragido.