Advogado de Puccinelli pede revogação da fiança: “o dinheiro está bloqueado”, diz

O advogado do ex-governador André Puccinelli, Renê Suifi entrou com pedido para revogar a fiança de R$1 milhão.

Siufi, nega que o cliente tenha envolvimento no esquema e diz que o político não tem dinheiro para pagar a fiança estipulada pela Justiça. Ele diz que já protocolou pedido na Justiça Federal para que seja reconsiderada a fiança.

Conforme Siufi, o dinheiro do ex-governador, cerca de R$ 2,3 milhões está bloqueado por decisão da própria Justiça. “É humanamente impossível ele pagar. Ele tem o dinheiro, tem! Mas onde está o dinheiro? Está bloqueado na própria vara [da Justiça Federal]”, comenta.

Um dos desdobramentos desta nova fase das investigações, conforme a Policia Federal, foi o bloqueio judicial no valor de até R$ 100 milhões, dos bens, de cada uma das pessoas e empresas suspeitas de envolvimento nos desvios de recursos públicos.

A Polícia Federal tinha pedido a prisão preventiva de Puccinelli, mas a juíza substituta da 3ª Vara de Campo Grande, determinou o uso de tornozeleira eletrônica por entender que não havia fundamento para a prisão. Outras medidas cautelares foram determinadas. O ex-governador está proibido de sair de casa depois das 21h e não pode se ausentar da cidade, por mais de dez dias sem autorização da Justiça.

A PF também esteve ontem (11) no apartamento do ex-governador, em Campo Grande, antes das 6h para cumprir mandado de busca e apreensão.

Depois de prestar depoimento na sede da Polícia Federal (PF), o ex-governador André Puccinelli (PMDB) seguiu para a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), onde colocou a tornozeleira eletrônica.

Comentários