Adolescente mentiu sobre estupro de motorista de aplicativo, diz delegada

A delegada Paula Ribeiro dos Santos, responsável pela Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) de Dourados, disse que a adolescente de 15 anos mentiu sobre o caso do motorista de aplicativo acusado por estupro. Coletiva de imprensa foi convocada para esclarecer o fato porque em continuidade às investigações ficou concluído que a menor de idade mentiu sobre o motorista, de 42 anos.

Foto: Hedio Fazan/ Dourados News/Arquivo

Conforme o Dourados News, a prisão em flagrante ocorreu na tarde da última sexta-feira (23/4), quando a passageira disse que o suspeito teria parado o veículo próximo ao destino, passado a mão em seu corpo, enquanto se masturbava, ejaculando em seu tênis.

Na segunda-feira (26), o acusado recebeu alvará de soltura para responder o processo em liberdade e o advogado Marcelo Cândido de Paulo relatou: “A princípio ficou demonstrado que as provas que estão nos autos são frágeis, principalmente para acusação de estupro”. Ainda de acordo com o advogado responsável pelo caso, desde o momento da prisão, o suspeito alegou ser inocente.