Acusado de racismo, Trump defende seus comentários contra Baltimore e deputado negro

Fonte: Por France Presse

No sábado (27), o presidente americano atacou o parlamentar Elijah Cummings dizendo que seu distrito é ‘asqueroso, infestado de ratos e roedores’.

Mais uma vez acusado de racismo após ataques à cidade de Baltimore e ao deputado negro Elijah Cummings, o presidente Donald Trump se defendeu neste domingo (28) e voltou a criticar a oposição do Partido Democrata.

Donald Trump discursa em Washington, em foto de 12 de junho — Foto: Kevin Lamarque/Reuters.

“Os democratas sempre apelam pro racismo, quando, na realidade, eles fizeram muito pouco pelos formidáveis afro-americanos do nosso país”, tuitou. No sábado (27), Trump atacou Cummings de forma agressiva. O deputado foi eleito por Maryland, cuja circunscrição abarca grande parte de Baltimore. Essa cidade industrial de população majoritariamente negra sofre com problemas sociais como as drogas e a violência.

“O distrito de Cumming (sic) é um desastre asqueroso, infestado de ratos e roedores”, tuitou Trump. “Cummings tem sido um valentão brutal, gritando com os grandes homens e mulheres da Patrulha da Fronteira sobre as condições na fronteira sul, quando na verdade o distrito de Baltimore é MUITO PIOR e mais perigoso”, acusou o presidente. “Nenhum ser humano gostaria de viver ali”, completou.

A resposta de Cummings chegou pela mesma rede social: “Senhor presidente, vou ao meu distrito todos os dias. Toda a manhã, eu me levanto e luto pelos meus vizinhos. É meu dever constitucional supervisionar o Poder Executivo. Mas é meu dever moral lutar pelos meus eleitores.”

A presidente da Câmara de Representantes, a democrata Nancy Pelosi, considerou “racistas” as falas de Trump. Embora seja eleita pelo estado da Califórnia, Pelosi nasceu em Baltimore. “@RepCummings é um campeão no Congresso e no país pelos direitos civis e justiça econômica, um líder amado em Baltimore e um colega muito apreciado”, tuitou Pelosi. “Rejeitamos os ataques racistas contra ele e apoiamos sua forte liderança”, acrescentou.

“Que alguém explique para Nancy Pelosi, recentemente classificada de racista por alguns de seu próprio partido, que não tem nada de ruim em destacar o evidente: o representante Elijah Cummings fez um péssimo trabalho por seu distrito e pela cidade de Baltimore”, rebateu Trump neste domingo.

“Falando de fracassos estrondosos, alguém já viu no que está se transformando o distrito de Nancy Pelosi em São Francisco? Ultimamente está irreconhecível”, acrescentou.
No sábado, as declarações de Trump provocaram uma onda de respostas indignadas, menos de duas semanas depois de o presidente convidar quatro jovens representantes democratas mulheres, oriundas de minorias, a “voltarem” para os países “de onde vieram”.

“Você mostrou mais uma vez que não está à altura da função que ocupa. Um presidente deve levar seu país para cima. Não destruí-lo”, criticou o ex-vice-presidente Joe Biden, que lidera a corrida democrata para a eleição presidencial de 2020 . No Twitter, a pré-candidata democrata Kamala Harris, também afro-americana, disse estar “orgulhosa” de ter sua sede de campanha no distrito de Cummings.

Comentários