Acusado de feminicídio de adolescente vai a júri na sexta-feira

Será realizado nesta sexta-feira (15), pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, o julgamento de mais um caso de feminicídio ocorrido na Capital: o assassinato de uma adolescente, que foi morta a pedradas e estrangulada, no dia 29 de maio de 2018, próximo à Rua Nasri Siufi, no Jardim Tijuca, na mata ao lado da pista de caminhada.

O acusado do crime será submetido a julgamento pela prática de homicídio doloso (art. 121 do Código Penal) qualificado por meio cruel e feminicídio, em menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

Segundo a denúncia, o réu e a vítima estavam em uma residência com amigos localizada no bairro Santa Emília, fazendo uso de bebidas alcoólicas e drogas. Por volta das 23 horas, o acusado saiu do local levando a vítima na garupa de sua bicicleta, rumo à mata onde houve a prática de relação sexual entre eles.

Após o ato, o réu teria estrangulado a vítima e desferido dois golpes com uma pedra grande contra a cabeça da adolescente, matando-a. Para a acusação, o réu agiu com menosprezo e discriminação à condição do sexo feminino, logo após a prática do ato sexual, considerando-a inferior e se aproveitando de sua vulnerabilidade, despida, em local ermo em meio a um matagal.

Em juízo, o acusado confessou, segundo suas palavras, que apertou a adolescente e que praticou o crime porque a vítima, após terem mantido relação sexual sem preservativo, havia dito que tinha Aids e que contaria a traição para a esposa do acusado.

O réu está preso preventivamente.

Comentários