Acusada de tráfico em carga de reciclados ganha liberdade provisória

Da Redação/JN

Pamela Helen dos Santos, 24 anos, auxiliar de serviços gerais, moradora na rua Delfino Garrido, no jardim Piratininga, periferia de Dourados, presa durante a operação desencadeada na última terça-feira, dia 24 de abril, que apreendeu dois caminhões com mais de duas toneladas de maconha que seriam levadas para São Paulo e Campo Grande em um esquema que escondia os entorpecentes em meio a carga de reciclados, foi beneficiada nesta sexta-feira (27) com a liberdade provisória, concedida pelo juiz substituto César de Souza Lima.

Pamela Helen dos Santos ficará em prisão domiciliar – Crédito: Adilson Domingos

No despacho o magistrado determina prisão domiciliar, proibindo a acusado de se ausentar do endereço onde mora, sem prévia autorização judicial, exceto para tratamento de saúde.

A liberdade foi conseguida após petição protocolada pelos advogados da ré Rubens Saldivar e Celso Berthe, junto ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

 

Comentários