3ª Conferência Municipal para as Mulheres acontece na quinta-feira em Campo Grande

(Foto: Paulo Francis)
Heloísa Castro Berro, coordenadora da Casa da Mulher Brasileira de Campo Grande. (Foto: Paulo Francis)

A coordenadora da Casa da Mulher Brasileira de Campo Grande, Heloísa Castro Berro, esteve no estúdio do Página Brazil na tarde desta segunda-feira(21), para convocar toda a população em geral a participar da 3ª Conferência Municipal para as Mulheres, que será realizada na quinta-feira(24), a parir das 8h, no Centro de Múltiplas Referências e Convivência do Idoso – Vovó Ziza, no bairro Tiradentes.

Com o tema “Mais direitos, participação e poder para as mulheres”, o evento é coordenado pela Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres e do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, e tem o objetivo de fortalecer a política municipal para as mulheres.

Heloísa ressalta que a Casa da Mulher Brasileira representa o sonho de politicas públicas integradas e de serviços que atendem a mulher vítima de violência. A casa há o atendimento 24h da delegacia da mulher, psicólogos, assistentes sociais em um espaço de acolhimento e triagem que dispõe de alojamento temporário para aquelas que estejam correndo algum risco. A parceria é formada em conjunto com o Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça de modo que todo o atendimento seja voltado a mulher vítima de violência.

Em um período de sete meses, passaram pela Casa da Mulher Brasileira de Campo Grande, mais de 6 mil mulheres, sendo realizado mais de 40 mil atendimentos. “A mulher entra na casa, mas ela passa por vários atendimentos nos diversos serviços. Os números são muito expressivos, pois havia uma demanda reprimida muito grande aqui no município, eu acredito que as mulheres já estavam prontas, e com todo esse trabalho elas se encorajam mais para denunciar”, diz a coordenadora.

A responsável destaca uma média nacional de que a mulher chega a sofrer de 8 a 9 agressões antes de buscar ajuda e denunciar definitivamente seu agressor, entretanto a casa busca mostrar através dos números e do atendimento humanizado que há uma alternativa onde a mesma poderá ter todo amparo necessário. “Nós dizemos que ali é o Oasis do serviço público, pois ela entra e lá encontra todo o apoio necessário para romper esse circulo de violência. Aproveitando o espaço, a conferencia é sempre um importante momento de avaliação de politicas públicas, portanto é muito importante a participação de todos. Teremos o dia todo de conferencias, debates, palestras, e convidamos todos, mulher ou homem, que compareçam ao evento”, finaliza.

Paulo Francis

Comentários

comentários