26-04-2018 – Gratidão Luís

Adelaido Vila.

Você me trouxe grandes ensinamentos.

O primeiro deles que a mudança deve acontecer primeiro em nós mesmos e não na projeção de um falso herói.

Você me ensinou que heróis não passam  de uma estratégia de marketing político.
Gratidão Luís, você me ensinou que nem sempre é verdade uma mentira repetida muitas vezes.

Gratidão Luís, você provou que não importa a classe, raça ou religião, é possível realizar nossos sonhos.

Basta unir um grupo que também  acredita e, insistir,  incansavelmente, até atingir o objetivo de convencer quase toda uma nação que o seu projeto é o melhor.
Gratidão Luís, com sua inteligência genuína e empírica, você provocou uma grande reflexão nos currículos escolares imposto aos nossos alunos dos mais diferentes níveis de escolaridade.

Como é possível chegar tão longe sem o conhecimento tradicional defendido por nossos intelectuais?

Gratidão Luís, você me mostrou algo fundamental para meu aprendizado enquanto Nação:

ser pobre ou rico nada tem a ver com honestidade.

Não é a condição financeira que determina o caráter.

Gratidão Luís, você teve a capacidade apresentar todas as nossas fragilidades institucionais. Você conseguiu despir nossa velha república, que ostenta o título de nova, moderna e justa.

Gratidão Luís, do seu jeito,  geladeiras, televisores, motos, carros e até ensino superior realizamos o sonho de ter. Parecia um sonho nunca antes visto neste País.

Gratidão Luís, quando eu achava que os seus ensinamentos  já haviam cessado, lá vem você novamente e nos ensina que ninguém é intocável,  por mais intocável que você julgava ser.

Gratidão Luís jamais imaginei que em ano de copa do mundo, você me ensinaria o nome   dos 11 ministros da alta corte e não da seleção brasileira.

Gratidão Luís , você me ensinou a sonhar,  pena que o Brasil acabou adormecendo e quando acordou já  estava muito mais pobres do que antes.

Gratidão Luís, hoje, apesar do amargo na boca, você nos fez aprender que a esperança deve ser mantida apesar do medo de errar novamente.

Bacharel em História -Empresário do Ramo de Lavanderia

Comentários

comentários