23 – 02 – 2017 – A IMPORTÂNCIA DO OUVIR BEM

Uma condição importante para a criança aprender e desenvolver a fala e a linguagem é ouvir bem. Assim, cuidar da audição é importante.

Teste da Orelhinha

A primeira triagem auditiva, gratuita e obrigatória desde 2010, é o ‘teste da orelhinha’, que é a triagem auditiva neonatal universal (TANU). Esta triagem, realizada na primeira semana de vida, verifica se há problemas com a audição do bebê; é rápida e indolor. Caso esta triagem acuse alguma alteração, controles e exames mais específicos são indicados.

Localização do Som

O bebê, a partir do nascimento, vai aprimorando a função auditiva, ou seja, há uma evolução da complexidade na localização do som, dentre outras. É preciso reagir aos sons! Ao nascimento, o bebê acorda com som mais alto; em torno de 3-4 meses, ele começa a voltar a cabeça, rudimentarmente, em direção ao som; entre 4-7 meses ele localiza o som, voltando a cabeça somente para os lados, e assim evoluindo sucessivamente, até que, entre 21-24 meses ele localiza o som, diretamente, em todos os ângulos. Observa-se a relação entre a evolução da localização da fonte sonora e o desenvolvimento motor.

Cuidados básicos com o ouvido e a audição

Cuidar do ouvido (da orelha) é uma maneira de cuidar da audição. Alguns cuidados básicos são: não usar cotonetes, ou semelhantes, dentro da orelha; não tirar a cera do ouvido; amamentar o bebê na posição mais verticalizada. Mesmo com esses cuidados, pode ocorrer de a criança fazer uma inflamação no ouvido (Otite). Nem toda otite causa dor, por isso pode passar despercebida. Mas há outros sinais que podem sugerir problemas com a audição, como se segue.

Sinais e sintomas que sugerem problemas com a audição na criança:

– Atraso na fala;

– Reagir apenas a sons intensos;

– Dificuldade para saber de onde vem o som;

– Ser muito distraída ou desatenta;

– Falar muito “ah?”, “o quê?”, “não entendi!”;

– Usar volume forte (alto) para assistir TV ou ouvir música.

– Dificuldade para aprender a ler e a escrever.

Caso haja queixa de coceiras e acúmulo de cera na orelha, dor de ouvido ou perda de audição, há necessidade da avaliação do médico otorrinolaringologista e do fonoaudiólogo.

*STELLA BACHA – Aprendizagem e Desenvolvimento Infantil * Fonoaudióloga clínica e escolar (CRFa 6-57), Mestre e Doutora em Educação.

Comentários