FIA proíbe Ferrari de utilizar espelho no halo a partir do GP de Monaco

Gazeta Esportiva.com

Ferrari lidera o Mundial de Construtores (Foto: Pierre-Philippe Marcou/AFP)

A Ferrari terá que remover o espelho que colocou no halo para o GP de Mônaco, que será realizada no dia 27 de maio. A FIA determinou que o design é ilegal, mas permitiu que a escuderia italiana utilizasse o espelho no GP da Espanha, de acordo com a Sky Sports.

Maranello justificou a mudança no carro como algo feito para melhorar a dinâmica do carro. No entanto, os rivais do time da Itália fizeram protestos e o diretor de corrida Charlie Whiting e o delegado técnico Jo Bauer investigaram a alteração neste final de semana e acabaram banindo o design.

Pela dificuldade de se desmontar o design criado no halo, a Ferrari deverá utilizar seu carro mais antigo, o mesmo utilizado nas quatro primeiras corridas da temporada de 2018, segundo a Sky Sports.

Com o espelho colocado no carro, a escuderia italiana conseguiu abrir espaço para ter um melhor fluxo de ar e também acredita-se que a mudança teve impacto positivo na aerodinâmica do carro.

Comentários