Técnico do Benfica explica passagem apagada de Gabigol em Portugal

Gazeta Esportiva.com

De volta ao Brasil, Gabigol já fez mais neste seu retorno ao Santos do que em todo o período no Benfica, clube em que esteve emprestado entre agosto de 2017 até janeiro deste ano. São dois gols em dois jogos para o atacante, que só balançou a rede uma vez em cinco partidas pelo time português. O técnico Rui Vitória, que pouco o utilizou enquanto defendeu as Águias, falou a respeito do jogador e apontou os motivos que determinaram sua apagada passagem por Lisboa.

“Gabriel é um jogador de qualidade e tem facilidade para fazer gol quando aparece na cara do goleiro. Mas há contextos e momentos na vida de um jogador, na vida dos clubes, contextos até sociais que podem não ser os mais adequados. Eventualmente, em um outro momento poderia ter apresentado outro rendimento”, opinou, que diz enxergar com bons olhos a mudança de ares do atleta.

Gabigol já anotou dois gols em seu retorno à Vila Belmiro (Foto: Ivan Storti/Santos)

“No Santos deve ter um contexto muito favorável. Às vezes há jogadores que devem estar em um outro contexto, em outro clube, em outro país, com outro treinador e com outros torcedores. Vejo isso com naturalidade. Fui um dos primeiros a considerar bom o seu retorno ao Brasil, porque está em um clube em que foi feliz e onde pode encontrar novamente essa felicidade”, completou.

Gabigol pertence à Internazionale de Milão, clube com o qual tem contrato até 2021. Sem muitas oportunidades na equipe italiana e sem agradar no Benfica, o atacante voltou ao Santos por empréstimo de um ano, para recuperar o bom futebol e, quem sabe, voltar a ser aproveitado na Europa. Por enquanto, a decisão tem se mostrado correta.

Comentários