Mais de 100 mil venezuelanos já solicitaram asilo no exterior, diz o Acnur

Agência EFE

Presidente Maduro ante a Cúpula do Mercosul que quer suspensão de Venezuela. (Foto: PanAm Post)

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) destacou hoje (15) o crescimento das solicitações de asilo de cidadãos venezuelanos no exterior, que já superam as 100 mil petições. A informação é da agência EFE.

Segundo o Acnur, a situação de desabastecimento que vive a Venezuela nos últimos anos provocou um novo fenômeno no país, o do deslocamento forçado. E a esses 100 mil solicitantes de asilo, é preciso somar outras 130 mil pessoas que optam por outras alternativas migratórias.
Durante uma conferência sobre o Pacto Global dos Migrantes, realizada hoje em Madri, o representante do Acnur para América Central, Cuba e México, José Samaniego, reconheceu que o número de solicitantes de asilo venezuelanos aumentou em toda a região. “Principalmente nos Estados Unidos, nos países vizinhos da Venezuela – como Colômbia e Brasil – e na Europa, principalmente na Espanha”, detalhou.

“Panamá, México e Costa Rica também receberam números crescentes de solicitantes de asilo venezuelanos,  nos últimos anos”, relatou Samaniego. Em sua opinião, “a falta de medicamentos e de alimentos, unidos à violência e à criminalidade”, bem como o problema para receber as aposentadorias e a “polarização do país”, levou muita gente a emigrar.

Samaniego salientou que este fenômeno migratório delineia uma situação nova no continente americano e pediu que os países tratem esta situação com atenção e “com mais informação”.

Comentários

comentários