Adele teme que nunca mais possa cantar, diz jornal

O Globo / SF

Foto: The Sun

A cantora Adele e sua equipe estão com medo de que o dano nas pregas vocais da britânica seja permanente e ela não consiga mais cantar, segundo o “The Sun”.

Na última sexta-feira, a estrela foi obrigada a adiar os últimos dois shows em Wembley depois de levar sua voz ao limite na turnê de 123 apresentações.

O tabloide britânico apurou nos bastidores que Adele, de 29 anos, sofreu de bronquite na reta final da turnê, o que teria prejudicado ainda mais a voz sem o devido repouso.

Em 2011, a britânica precisou reaprender a cantar depois de uma hemorragia na garganta. Na ocasião, ela cancelou uma lista de shows nos Estados Unidos e passou por uma cirurgia.

O procedimento médico foi bem-sucedido, mas gerou um alerta à cantora: forçar a voz daquele jeito, em estresse prolongado, poderia causar um dano maior ainda. Ao “The Sun”, uma fonte ligada à equipe da estrela revelou o temor de que ela tenha pagado o preço da turnê mundial.

“Adele estava desesperada para fazer o tour, pelos seus fãs, e a equipe fez tudo o que podia para proteger a voz dela. As datas eram espaçadas para que pudesse se recuperar entre os shows, e ela seguiu à risca um plano elaborado por professores de canto”, explicou.

Segundo a fonte, Adele começou a sentir dores nos últimos shows. Chegou a admitir em uma apresentação que sentia como se houvesse um “rato morto” na garganta. Ainda assim, ela decidiu seguir o planejamento e, ao forçar a voz, pode ter desenvolvido um dano irreversível nas cordas vocais.

“No entorno dela, o medo não é de que ela não saia mais em turnê. O medo é de que ela não seja capaz de cantar novamente”, frisou a fonte.

Adele anunciou aos fãs que estava “devastada” com a interrupção dos shows e prometeu remarcar as apresentações de Wembley — caso não consiga, vai devolver o dinheiro dos ingressos. A cantora até cogitou fechar a turnê com apresentações dubladas. Depois, reconheceu que jamais poderia fazer isso com os fãs. “Não seria a verdadeira eu”, escreveu.

 

Comentários