Prazo para saque de contas inativas do FGTS termina no dia 31 de julho

Prazo para sacar os recursos termina no dia 31 de julho. Imagem: CEF

Falta pouco mais de um mês para os trabalhadores que têm saldo em contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) sacarem seus recursos. O prazo termina no dia 31 de julho.

Segundo a Caixa Econômica Federal, até o dia 21 de junho, cerca de R$ 37 bilhões foram entregues a 22,1 milhões de beneficiários. O montante representa quase 85% do total de recursos disponíveis, contabilizados de um total de R$ 43,6 bilhões. Prazo termina no dia 31 de julho.

Para os próximos dias, a Caixa ainda espera atender até 8 milhões de pessoas. Desde o início das retiradas, 45% dos beneficiários fizeram os saques diretamente na boca do caixa, em uma agência bancária.

No entanto, é possível obter o recurso das contas inativas com saldo de até R$ 1,5 mil nos terminais de autoatendimento da instituição com o número do PIS e uma senha que é cadastrada na hora, no caso de não possuir o Cartão do Cidadão. Para valores entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil, será necessário ter o Cartão do Cidadão e a senha.

Nos correspondentes Caixa Aqui e nas Lotéricas, é permitido sacar até R$ 3 mil. Para isso, será preciso apresentar documento de identificação, Cartão do Cidadão e senha.
Valores acima de R$ 3 mil só podem ser sacados exclusivamente nas agências, sendo que, no caso de valores superiores a R$ 10 mil, o trabalhador precisa apresentar carteira de trabalho ou documento que comprove a extinção do vínculo com a empresa.

Economistas e consultores financeiros recomendam que a melhor “aplicação” do recurso é a quitação de dívidas. Só depois o beneficiário deve pensar em investimento ou em consumo. Se possível, o consumidor deve tentar pagar todo o montante, o que abre margem para negociações. Mesmo no caso de dívidas contraídas por meio de prestações futuras, como um crédito para a compra de eletrodoméstico ou um automóvel, é uma boa estratégia antecipar o pagamento.

Comentários