Senai abre prazo para indústria reservar vagas em 12 cursos técnicos de aprendizagem

Da Redação/P.F

Foto Divulgação

O Senai abriu o prazo para as indústrias de Mato Grosso do Sul reservarem 710 vagas distribuídas pelos 12 cursos de nível técnico na modalidade aprendizagem industrial oferecidos em sete cidades, sendo 60 delas na Escola da Construção, em Campo Grande (MS), que será inaugurada durantes as atividades do Mês da Indústria e, em um só espaço, oferecerá 2.100 vagas em 12 cursos em todas as áreas que envolvem a construção civil.

As empresas interessadas têm até o próximo dia 19 de junho para entrar em contato com as unidades do Senai em Campo Grande, Nova Andradina, Aparecida do Taboado, Naviraí, Corumbá, Dourados e Três Lagoas e reservar as vagas. Passada esta etapa, a abertura das turmas será confirmada no dia 28 de junho e, entre os dias 3 a 14 de julho, os alunos deverão fazer as matrículas, também nas unidades do Senai dos respectivos municípios, e a previsão de início das aulas é no dia 24 de julho.

Na Escola da Construção do Senai de Campo Grande, o curso disponível é o de técnico em edificações, enquanto na unidade do Senai da Capital são oferecidos os cursos técnicos em administração e em logística. Nas demais cidades, há, ainda, vagas para os cursos técnicos em manutenção automotiva, mecânica, eletrotécnica, química, administração, logística, mecatrônica, alimentos, automação industrial, segurança do trabalho e vestuário.

No ato da matrícula, o aprendiz deverá apresentar foto 3×4 colorida e recente, cópia e os documentos originais RG e CPF (se o aluno tiver menos de 18 anos é preciso apresentar os documentos dos pais ou responsáveis), comprovante de endereço atualizado, atestado de escolaridade atualizado, CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social) devidamente registrada, certificado de reservista, se do sexo masculino e maior de 18 anos, e contrato de aprendizagem, uma via original.

Aprendizagem Industrial

Segundo o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, ao oferecer as vagas de cursos na modalidade de aprendizagem industrial, a entidade promove a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria sul-mato-grossense. “A modalidade de aprendizagem industrial representa a porta de entrada no mercado de trabalho para jovens e adolescentes porque, por meio dos cursos, as indústrias do Estado podem contratar aprendizes, por tempo determinado, e que, futuramente, poderão fazer parte de seu quadro de pessoal”, explicou.

Ele completa que o aprendiz industrial frequenta as aulas, que podem ser realizadas nos períodos matutino, vespertino ou noturno, dependendo do curso. Além disso, os aprendizes industriais, enquanto não estiverem em sala de aula, recebem uma remuneração para colocar em prática o que foi aprendido na indústria que o contratou, colaborando com a produtividade da mesma. “Se for bem-sucedido, o aprendiz tem grandes chances de ser efetivado na empresa”, emendou o diretor-regional do Senai.

Comentários