Yane Marques será a porta-bandeira do Brasil na abertura dos Jogos do Rio

Pernambucana, de 28 anos, foi escolhida em votação pública

Rio – Yane Marques, atleta brasileira do pentatlo moderno, será a responsável por levar a bandeira do Brasil na abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Em votação pública encerrada na noite de domingo, ela superou os campeões olímpicos Serginho (40%), do vôlei, e Robert Scheidt (11%), da vela e será a encarregada da honraria na próxima sexta-feira. Ao todo, foram 961.562 votos computados.

Yane Marques foi escolhida como porta-bandeira do Brasil Foto: Agência Petrobras
Yane Marques foi escolhida como porta-bandeira do Brasil
Foto: Agência Petrobras

“Foram algumas surpresas, primeiro a indicação, agora esse resultado. Não esperava não, concorrer com duas feras, que eu admiro demais. É só alegria. Representa muito para mim, carregar a bandeira é uma situação honrosa, no meu país, país sede, todo mundo me assistindo. Quero ser uma porta-bandeira muito alegre e porta-voz do sentimento que os brasileiros, através do esporte, vão se unir”, disse Yane, em entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo. A pentatleta será a segunda mulher da história a ser porta-bandeira do Brasil. Nos Jogos de 2000, em Sidney, Sandra Pires foi a encarregada.

Com 28 anos, Yane, que é nascida em Pernambuco, foi medalhista de bronze na Olimpíada de Londres há quatro anos. Além disso, ela conquistou dois ouros no Pan (2007 no Rio e 2015 em Toronto) e uma prata (2011 em Guadalajara. Nos Campeonatos Mundiais, são dois pódios: prata em 2013, em Taiwan, e bronze em 2015, em Berlim, na Alemanha.

O pentatlo moderno é uma união de cinco modalidades: esgrima, natação, hipismo, atletismo e tiro esportivo. O atleta compete e vai somando pontos referentes às suas atuações em cada prova. A última etapa é uma prova combinada de corrida e tiro esportivo. A modalidade é disputada desde 1912. (O DIA)

Comentários

comentários