‘Vou terminar todas as obras, não importa quem começou’, diz Reinaldo

Durante a visita a Ribas do Rio Pardo, nesta segunda-feira (20), o governador Reinaldo Azambuja destacou que fará um governo parceiro dos 79 municípios do Estado. Na estadia o governador entregou 50 unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida, visitou a reforma da Escola Municipal Mareide Monteiro Lima e descerrou as placas da Estratégia da Saúde da Família (ESF) Dr. Habib Fahed e do Parque Municipal dos Ipês II.

“Temos como meta de governo, com o programa Obras Inacabadas Zero, concluir todas as obras inacabadas, não deixaremos nenhuma de fora, não importa quem começou. Somos parceiros dos 79 municípios do Estado, porque trabalhamos para pessoas e não para partidos políticos”, ressaltou em seu discurso durante a solenidade de entrega das casas e de patrulhas mecanizadas.

Reinaldo durante visita a Ribas do Rio Pardo Foto: Chico Ribeiro
Reinaldo durante visita a Ribas do Rio Pardo
Foto: Chico Ribeiro

Ainda segundo Azambuja em breve o município contará com uma obra de saneamento, que está sendo feita em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), que atenderá 65% da população local, no valor de R$ 8 milhões e ainda frisou que não medirá esforços para levar o maior número de casas nos próximos três anos e meio, pois no município 600 famílias ainda aguardam por uma moradia própria.

Para a secretária de Estado de Habitação, Maria do Carmo Avesani, o importante é que as famílias valorizem as casas. “Trata-se de um benefício que todos querem e essas casas só são feitas com parcerias com o governo Federal e Municipal”, explicou.

Já o prefeito do município, José Domingos Ramos, falou sobre o perfil da maioria das famílias beneficiadas, que moravam em área de risco. “Muitos que ganharam as casas hoje viviam em situação de dificuldade, numa área de risco que temos próximo ao brejo. Sabemos o valor que essas casas tem para cada um”, disse. O próximo passo será a construção de casas no loteamento Jardim Pantanal que já está disponível, mas ainda depende de parcerias.

Comentários

comentários