Vitória goleia no Barradão, rebaixa o Figueirense e complica Inter ainda mais

O terceiro rebaixado do Campeonato Brasileiro de 2016 foi conhecido neste domingo. O Vitória não deu chances e venceu com autoridade o Figueirense por 4 a 0 no Barradão, em duelo pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, e mandou o adversário direto para a segunda divisão. Willian Farias, Zé Love, Kieza e Marinho marcaram para os baianos, fazendo a festa da maioria dos 23.507 torcedores presentes no estádio.

ESPN
ESPN

Com o resultado, o Vitória, primeiro fora da zona de rebaixamento, vai a 42 pontos e abre três de diferença para o Internacional, que irá enfrentar o Corinthians fora de casa nesta segunda-feira. A equipe rubro-negra somou seu segundo triunfo seguido em casa – vinha de um 3 a 2 sobre o Atlético-PR.

Já os catarinenses, que precisavam de pelo menos um empate para continuar sonhando com a permanência na elite, estacionam nos 34 pontos e podem chegar no máximo aos 40. Agora, o Figueirense se junta a Santa Cruz e América-MG, que tem 27 pontos cada e também irão jogar a Série B em 2017. De quebra, a equipe alvinegra chegou a nove partidas sem vencer na competição (seis derrotas e três empates).

Pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Vitória irá ao Couto Pereira enfrentar o Coritiba, em 28 de novembro (segunda-feira), às 20h (de Brasília). Um dia antes, o Figueirense receberá o Fluminense no Orlando Scarpelli, às 19h30.

VITÓRIA DOMINA NO 1º TEMPO E RESOLVE NO 2º

O Vitória começou com tudo e quase abriu o placar aos 7min, com Kieza finalizando na trave após desvio de cabeça de Victor Ramos em cobrança de escanteio. O quase virou bola na rede aos 23min, quando Willian Farias soltou a pancada de fora da área e viu a bola acertar o travessão antes de entrar.

Três minutos depois, o time baiano até marcou mais um com Victor Ramos depois de cobrança de falta de Cárdenas na área, mas o zagueiro foi pego em posição irregular. No minuto seguinte, o Figueirense até respondeu com uma finalização de Rafael Moura da pequena área à direita do alvo, mas era o Vitória quem dominava o jogo.

Diego Renan ainda pararia em defesa de Gatito aos 33min; três minutos depois, Euller concluiu perto da meta. Já aos 41min, Marinho perdeu gol incrível: após finalização desviada de Kieza parar na trave, o atacante, completamente livre, cabeceou para fora.

As chances desperdiçadas ao longo da primeira etapa, porém, se transformaram em gols. Com menos de um minuto no segundo tempo, Zé Love aproveitou corte parcial em levantamento na área e concluiu de primeira, sem chances para Gatito.

Aos 12min, veio o terceiro gol: Kieza recebeu em velocidade de Marinho e só tirou do goleiro. Quatro minutos depois, Marinho recebeu na área, finalizou colocado, sem chances para o arqueiro paraguaio, e transformou o triunfo em goleada.

Antes do apito final, Cárdenas ainda acertou o poste, quase fazendo o quinto. Pouco antes, Rafael Moura também havia parado na trave, e, assim, os visitantes sequer conseguiram um gol de honra. Um fim trágico para uma campanha igualmente trágica.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA 4 x 0 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 20 de novembro de 2016, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Público: 22.648 pagantes
Renda: R$202.988
Cartões Amarelos: Diego Renan, David, Willian Farias e Victor Ramos (Vitória); Bady e Yago (Figueirense)
Gols: Willian Farias aos 23 minutos do primeiro tempo; Zé Eduardo, a um, Kieza, aos 12, e Marinho, aos 16 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Fernando Miguel; José Welison (Euller), Victor Ramos, Kanu e Diego Renan; Marcelo, Willian Farias e Cárdenas; Marinho(Tiago Real), Kieza e Zé Eduardo(David). Técnico: Argel Fucks

FIGUEIRENSE: Gatito Fernández; Ayrton, Bruno Alves, Werley e Marquinhos Pedroso; Josa, Jackson Caucaia(Yago) e Bady (Renato); Lins, Everton Santos (Rafael Silva) e Rafael Moura. Técnico: Marquinhos Santos

Comentários

comentários