Vídeos mostram pistoleiros seguindo motorista de van que foi assassinado

Uma sequência de vídeos mostra dois pistoleiros seguindo a van de Alexsander Oliveira Silva, 21 anos, pelas ruas do residencial Dioclécio Artuzi II, até o momento que a vítima para o veículo, na rua D-12 com a D-5, e acaba sendo assassinada a tiros.

Frames retirados dos vídeos das câmeras de segurança mostram motociclistas em ação de pistolagem. (Foto: Reprodução)
Frames retirados dos vídeos das câmeras de segurança mostram motociclistas em ação de pistolagem. (Foto: Reprodução)

Alexsander morava no parque Nova Dourados. Ele foi executado com nove tiros de pistola 765. Oito disparos atingiram as costas e outro, o rosto. A polícia ainda investiga os motivos e também quem seriam os autores.

Retrospectiva

O homicídio aconteceu na manhã de ontem, quarta-feira (7), por volta das 5h40. Alexander, que prestava serviço de transporte a funcionários de um hospital, fazia o itinerário para pegar os passageiros. 

Alexander estava dentro da van branca com placas DAJ 2168 de Guarulhos (SP), na Rua D-12 dom a DA-5, no residencial Dioclécio Artuzi II, em companhia de uma mulher e uma criança. Dois homens chegaram numa motocicleta.

Segundo repassado ao jornal Douradosagora, um deles perguntou: “a senhora está sozinha? Tem criança aqui?”.Ela respondeu que sim. O atirador falou para ela se deitar em cima da criança e disparou contra o motorista que morreu na hora, dentro da van, cujo vidro dianteiro do passageiro ficou perfurado pelos projéteis. O atirador fugiu em companhia do comparsa.

Alexander completaria 22 anos no dia 18 de novembro deste ano.

Este é o segundo homicídio que teve como vítima pessoa ligada ao transporte de van, em Dourados. A execução, em ambos os casos, foi cometida nos mesmos moldes, tipo de arma e munição.

Conforme noticiado pelo jornal Douradosagora, empresário do ramo de turismo e transporte foi assassinado em Dourados no dia 24 de setembro, semana retrasada.

Segundo a polícia, Toni Ednaldo dos Santos, de 40 anos, o “Toni da van”, foi atingido no peito, abdome e braço direito, com seis tiros de pistola.

O homicídio aconteceu na residência de Toni, que fica localizada no cruzamento das ruas Ediberto Celestino de Oliveira com Mozart Calheiros, no Jardim Água Boa.

Toni estava conversando com um amigo, na sala da casa, quando o pistoleiro invadiu o local, apontou a arma para o colega dele e disse: “não faz nada”.

O acusado, então, atirou contra Toni e fugiu. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado mas nada pôde fazer. Toni morreu na hora.

Pouco antes do crime, vítima e amigo falavam de uma criação de uma cooperativa de vans, em Dourados.

Na cena do crime, a polícia apreendeu cápsula de pistola 7.65, mesmo calibre utilizado para assassinar, hoje, Alexsandro de Oliveira da Silva.

A polícia incentiva denúncias, pelos telefones: 190 (Polícia Militar); 3411.8080 (SIG); 3425.1082 (DOF); 3410.4800 (Defron); 3410.1700 e 3420.1757 (Polícia Federal); 3411.8060 (Polícia Civil – 1º Distrito Policial); 3424.6911 e 3424.5633 (Polícia Civil, 2º Distrito Policial) e 199 (Guarda Municipal).

Com Informações Dourados Agora

Comentários

comentários