Vídeo: Quadrilha assalta agência bancária e leva reféns no capô do carro

Criminosos ocuparam uma praça em frente à agência, cercaram o local e roubaram quatro caixas eletrônicos e o cofre do banco. Bandidos chegaram a usar os clientes como escudo

 Criminoso faz pessoas de escudo humano Foto: Reprodução TV Globo

Criminoso faz pessoas de escudo humano
Foto: Reprodução TV Globo

Bahia – Um crime ocorrido na manhã desta terça-feira causou pânico no município de Conde, a 179 km de Salvador. Uma quadrilha invadiu a cidade atirando, assaltou uma agência bancária do Banco do Brasil e levou reféns amarrados aos capôs dos carros.

Na ocasião, 14 homens armados chegaram à cidade e assaltaram o banco. De acordo com testemunhas, a ação durou cerca de 20 minutos. Os criminosos ocuparam uma praça em frente à agência, cercaram o local e roubaram quatro caixas eletrônicos e o cofre do banco. A quadrilha chegou a usar os clientes como escudo humano em frente à agência. Na fuga, os bandidos deixaram os veículos que estavam e roubaram o carro do gerente.

Segundo a Polícia Civil, os bandidos fizeram 12 pessoas que estavam no banco como reféns, entre elas cinco funcionários e sete clientes. Os reféns formam amarrados no capô dos veículos conduzidos pelos criminosos. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia relatou que a quadrilha chegou a disparar contra os policiais do batalhão da região, mas os policiais não reagiram.

Alguns reféns foram liberados na rodovia estadual BA-009 e outros foram deixados na estrada de Jandaíra, a cerca de 27 km da cidade. Eles passam bem e estão sem ferimentos. As vítimas prestaram depoimento na Delegacia Territorial de Conde.

De acordo com os reféns, outros carros foram incendiados na saída para bloquear a passagem da polícia.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil da Bahia. A operação conta ainda com o apoio do Grupamento Aéreo (Graer), do 51ª CIPM, da Companhia Independente de Policiamento Especializado Litoral Norte (CIPE/LN), do Batalhão de Operações Especiais Policiais (BOPE) e da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Alagoinhas). A Secretaria da Segurança Pública de Sergipe, também auxilia nas buscas dos assaltantes, promovendo barreiras em diversas estradas. Até o fim da tarde desta terça-feira ninguém havia sido preso.

Comentários

comentários