Vídeo: Lutadora de jiu-jítsu e MMA domina ladrão em assalto

Um homem suspeito de assalto em Açailândia (MA), no oeste do Estado, teve uma surpresa na noite dessa terça-feira (1º). Acompanhado de outro suspeito – ainda não localizado –, Wesley Sousa de Araújo, de 18 anos, anunciou o assalto a uma mulher no bairro do Jacu. O que ele não esperava é que a vítima fosse faixa azul de jiu-jítsu e lutadora de artes marciais mistas, o MMA. O caso ganhou repercussão nas redes sociais, com um vídeo publicado na internet.

Monique manteve o bandido imobilizado por 15 minutos - Foto: Reprodução
Monique manteve o bandido imobilizado por 15 minutos – Foto: Reprodução

Usando um golpe de jiu-jítsu conhecido como ‘triângulo’, a lutadora Monique Bastos derrubou e imobilizou o ladrão, que pretendia levar seu celular. No vídeo, o ladrão clamava por socorro: “Chama a polícia, chama a polícia. Socorro!”.

Com a cabeça ensanguentada, ele garantia que era a primeira vez no mundo do crime. “Socorro, Jesus! Foi a primeira vez que eu fiz isso, senhor. Foi a primeira vez que eu fiz isso”, dizia.

Ao G1, Monique Bastos relatou como aconteceu o assalto. “Estava indo para a academia, treinar. Eles chegaram de moto, tomando logo meu celular. Eu pensei que eram amigos, mas logo que percebi que não eram, dei um puxão neles e derrubei a moto. O comparsa acabou levando meu celular”, conta. Segundo a lutadora, populares queriam bater, amarrar e esfaquear o criminoso, opções que logo rechaçou.

Questionada sobre o risco de reagir a um assalto, ela explica o que a levou à ação. “De início, os bandidos já mostram o que têm. Eles não estavam armados”, afirma.

Durante 15 minutos, Monique manteve a força para seguir com o criminoso imobilizado em suas pernas. Após a chegada de uma equipe da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), Wesley Araújo foi levado à 9ª Delegacia Regional de Açailândia, onde foi autuado e preso em flagrante. O segundo criminoso não foi localizado.

Comentários

comentários