VÍDEO: Câmara tem sessão de pancadaria entre filho do prefeito e ex-secretário

O médico Pedro Paulo Romano, filho do prefeito de Rio Negro, Gilson Romano, seria o responsável por causar uma confusão generalizada durante a sessão ordinária desta terça-feira (2), na Câmara de Vereadores de Rio Negro, cidade a 153 quilômetros de Campo Grande,

Segundo o presidente da Câmara, Cleidimar da Silva Camargo (PSDB), os vereadores estavam realizando a primeira sessão após o recesso parlamentar quando foram interrompidos bruscamente pelo médico, que atua no hospital local. Ele teria entrado no recinto já causando confusão ao bater a porta do auditório com força e sentar para assistir os discursos no plenário.

“Ele chegou lá batendo a porta com muita força e tentou intimidar o vereador (Hélio Rezende). Um outro vereador ligou a câmera do celular e começou a filmar pelo fato de que ele poderia fazer alguma besteira. Ele perguntou se estavam filmando e começou a xingar o vereador (Hélio Rezende) que ficou quieto”, disse.

Quando Hélio Rezende usava a tribuna, o médico começou a proferir ofensas contra o parlamentar. Neste momento, o morador e ex-secretário municipal Evaldo Paes, que estava presente na sessão, tentou conter os ânimos e foi agredido fisicamente.

Com a briga, várias pessoas tentaram intervir começando uma confusão generalizada. De acordo com o site Norte MS, até mesmo a primeira-dama do município, identificada apenas como T.S.R., tentou conter o enteado, mas foi empurrada e caiu sobre as cadeiras do local.

Comentários

comentários