Vereadores dizem não ‘saber de nada’ e não foram notificados pela Gaeco

scaff
Procurador da Câmara, Andre Scaff

A prisão do ex-secretário Municipal e procurador da Câmara, André Scaff, e da esposa dele Karina, além da notificação de dois vereadores, entre 23 pessoas chamadas para prestar depoimento causou burburinho no cenário político nesta manhã de terça-feira (20). Os vereadores Carlão e Flávio César dizem não ‘saber de nada’ e que ainda não foram notificados pelo Gaeco (Grupo de Operações Especiais e Combate ao Crime Organizado).

A PGJ (Procuradoria Geral de Justiça) autorizou a nova operação, que foi novamente conduzida pelo Gaeco para cumprir os mandados de prisão contra o casal Scaff, além de notificar para prestar depoimentos os envolvidos e ou relacionados na ação pela Justiça, conforme o Página Brazil publicou mais cedo.

Em pleno período eleitoral, o novo escândalo ou continuidade do mesmo, pois são relativos a gestão do então prefeito Gilmar Olarte, tendo parlamentares envolvidos, gera muitas especulações, ainda que os mesmos somente tenham ido para prestar depoimentos. Apesar da lista conter nomes de vereadores, empresários e do ex-vereador Paulo Pedra, os envolvidos negam a notificação.

Vereador Carlão (PSB) que puxou discursos de justificativas
Vereador Carlão (PSB)

A assessoria dos vereadores Flávio Cesar (PSDB) e Carlão Borges (PSB), ratificam que os mesmos ainda não foram notificados sobre qualquer operação. A ação que em geral recebem nomes, desta vez ainda não foi denominada pelas autoridades.

Comentários

comentários