Vereador diz que pedirá prisão de secretário por mentir na CPI

O vereador Paulo Pedra (PDT), membro da CPI das Contas Públicas, afirmou na sessão desta terça-feira na Câmara de Campo Grande, que diretores de escolas municipais estariam pressionando os professores a desistirem da paralisação “a serviço do prefeito para, em troca manterem o poder”.

Foto Silvio Ferreira
Foto Silvio Ferreira

 

Pedra disse que pedirá a prisão do secretário municipal interino de Educação, Wilson do Prado na na próxima reunião do colegiado. Na visão do pedetista, o chefe da Semed mentiu aos vereadores ao afirmar que os professores não seriam pressionados a encerrar a greve.

O vereador Eduardo Romero (PTdoB), presidente da comissão, lembrou que o secretário interino, ao ser ouvido pela CPI na semana passada, teria garantido que não haveria pressão sobre os professores. Hoje ele leu uma mensagem  que teria sido enviada ao celular de um professor. Nela, a direção da escola convoca uma reunião, nesta tarde, alegando haver exigência da Semed (Secretaria Municipal de Educação) para que os professores retomem as aulas, principalmente os convocados e com aulas complementares, caso contrário, seja enviada ao órgão lista com os nomes dos profissionais a serem exonerados

“O Executivo estaria pressionando os educadores a encerrarem greve o que,vai contra compromisso firmado durante audiência da CPI “, afirmou Romero..

Comentários

comentários