Vereador denúncia descaso com maternidade para justificar fechamento na Moreninha

moreninhaA maternidade que fica na Moreninha, a cidade dentro de Campo Grande, corre risco de ser fechada no local sob alegação da prefeitura que não necessidade do equipamento publico especifico e que o mesmo vem onerando, gastando muito com sua manutenção. Mas, o fechamento pode ocorrer por um ato ‘premeditado’ pela Sesau (Secretaria municipal de Saúde), que deixou de investir no local e atender pacientes para justificar o possível sem ‘ser culpada’ e ao contrário, ‘culpar’ ou explicar que é necessário o fim dos trabalhos no local. Todo o resumo do contexto foi relatado em denuncia feita na manhã desta quinta-feira (10), pelo vereador Chiquinho Telles (PSD), que ocupou a tribuna da Câmara, para falar da situação e que irá encaminhar repudio a própria Sesau e reclamação a órgãos fiscalizadores.

Teles discursou apontando que era para denunciar uma grave situação na Maternidade das Moreninhas, que recebeu dos usuários e que possui material e testemunhos do caos da situação. “Recebi a denúncia que a Maternidade das Moreninhas está uma calamidade, pois segundo denúncia dos paciente não tem roupas e tudo que tem está apodrecendo no expurgo. Temos foto, por exemplo, que o foco central – a lâmpada usada para iluminar nos partos – está queimada. O eletro cautério estragado, falta comida para os pacientes, com esse calor não tem ventilador nas enfermarias, os chuveiros estão queimados e várias lâmpadas também queimadas em praticamente todos os setores”, contou indignado na palavra livre.

O vereador, que é representante da região, lembrou da luta para conquistar o hospital e que simplesmente a administração estão abandonando, para não continuar o atendimento, que avalia ser ‘desnecessário’. “Pode causar a morte da mãe e da criança, colchões remendados, olha a situação das fotos. A impressão que dá é que sufocam ao máximo para justificar um fechamento e deixar a população sem atendimento. Com a abertura da UPA, desde então se vem falando em fechar a maternidade, que dizem que ficou sem finalidade. O hospital foi uma luta e toda e qualquer unidade beneficia a população local e mesmo tantas outras que vem dos bairros adjacente, do distrito de Anhandui, e até de outros pequenos municípios moreninha2próximos”, avaliou Telles.

A falta de cuidado básico e até a intenção e ação de não marcar nenhum atendimento está gerando o fechamento ‘programado’, mas não assumido, que temos que evitar. “Com isso, há dois dias o local não recebe pacientes, não marcam nada e a população está desassistida. Fizemos uma grande luta pela Maternidade das Moreninhas, já teve abaixo assinado, promessa de reforma, fizemos emendas do FMIS para compra de aparelhos e deixam chegar nesse ponto? A intenção é mostrar ou repassar que está só dando prejuízo aos cofres públicos, expondo os pacientes a risco de contaminação e doenças, deixando as mulheres sem atendimento. Mas, não podemos deixar ocorrer isto”, denunciou o parlamentar.

População a espera

Segundo pessoas que estiveram no local, há mau cheiro, as roupas estão amontoadas e o local sem condições de atendimento. Houve até boatos que a vigilância sanitária poderia fechar o hospital.

moreninha3moreninha4

 

Comentários

comentários