Venezuela adota semana de 2 dias úteis para funcionalismo para poupar energia

O presidente da Venezuela anunciou que a partir desta quarta-feira (27) os serviços públicos do país vão parar as atividades às quartas, quintas e sextas-feiras, durante pelo menos duas semanas, para economizar energia elétrica.

Foto: Reuters
Foto: Reuters

Segundo o anúncio, feito ontem (26) através do programa “Em Contato com Maduro”, transmitido pela televisão estatal venezuelana, os serviços públicos venezuelanos passam a funcionar apenas às segundas e terças-feiras.

“Pelo menos durante duas semanas, as quartas, quintas e sextas-feiras vão ser não laboráveis”, disse Maduro.

O presidente sublinhou que a Venezuela está fortemente afetada por “calor e seca extremos”, que fez baixar o nível das águas das barragens.

“Temos tido dois anos de seca, os mais trágicos da história, por causa do fenômeno climático El Niño”, disse. Maduro também agradeceu o apoio da população, diante desta “verdadeira emergência ambiental”.

O presidente revelou que foi criada uma Comissão Especial Presidencial para responder à situação e disse que as medidas tomadas até agora pelo Executivo permitiram conter a queda no nível da água da barragem de El Guri, a principal do país.

No início de abril, a Venezuela anunciou que a administração pública reduziria o horário de atendimento, passando a funcionar apenas até as 13h, e decretou as sextas-feiras como dia não trabalhável, até junho, para poupar energia. (Agência Lusa)

Comentários

comentários