Vasco leva outra ‘surra’ e Corinthians se mantém na cola do líder Atlético-MG

Após sofrer goleada para o Palmeiras no domingo, Cruz-Maltino levou 3 a 0 do Timão na Arena Corinthians. Equipe de Tite mantém diferença na tabela para o Atlético, que bateu o São Paulo

Os primeiros 45 minutos deram a impressão que o Vasco poderia segurar o Corinthians em Itaquera. Mas ficou no quase. Bastou 1 minuto do segundo tempo para o Timão representar sua superioridade em bola na rede. Vitória por 1 a 0 seria goleada para Tite. Nesta quarta-feira, foi 3 a 0. O cada vez mais afundado time de Celso Roth levou outra surra de uma equipe paulista no Brasileirão e segue na zona de rebaixamento.

Corinthians faz três em casa e derruba o Vasco (Foto: Ari Ferreira)
Corinthians faz três em casa e derruba o Vasco (Foto: Ari Ferreira)

Herrera, o “Quase-gol” agora vascaíno, mal pegou na bola e não teve chance de perder gol incrível como na derrota por 4 a 1 sofrida para o Palmeiras, no domingo. O Quase-gol corintiano, Vagner Love, ficou na cara de Jordi logo aos 9 minutos, após roubar a bola e tabelar com Elias. O goleiro fez bela defesa. O camisa 9 chegou ao sexto jogo consecutivo na seca.

Elias, com liberdade, também quase fez gol após jogada de Fagner. O camisa 7 era figura constante na frente porque os três volantes de Roth não conseguiam pegá-lo. Na raça, o Cruz-Maltino se defendia aos trancos e barrancos.
No intervalo, Tite tomou atitude e sacou Love para a entrada de Luciano. Fagner, lesionado, também deu lugar a Edilson. No primeiro lance da etapa final, Elias recebeu de Edilson, deu belo giro e serviu Renato Augusto. O meia bateu prensado com Anderson Salles e a bola enganou Jordi: 1 a 0. Dias antes, o treinador alvinegro afirmou que o gol do camisa 8 estava para sair. Renato, que sempre ficava no quase, conseguiu desencantar.

Os cariocas ainda assustaram em dois contra-ataques com Riascos. Em um deles, o atacante fintou Walter e cruzou para Serginho, que cabeceou para fora. Chance de ouro para o empate que não podia escapar…

Minutos depois, Jadson cobrou escanteio, Bruno Henrique quase acertou a bola, mas Gil não desperdiçou. Com calma e técnica que faltam ultimamente a Love, o camisa 4 acertou o ângulo, fez um golaço e ampliou.

O Timão mostrou que quase mesmo só a liderança, uma vez que o Atlético-MG venceu o São Paulo e manteve os dois pontos de diferença na frente. Teve tempo para Luciano, Malcom e Elias fazerem bela triangulação que terminou com uma bela finalização do camisa 7 e os 3 a 0 que decretaram o resultado final.

O Cruz-Maltino não fica nem perto do quase de sair da crise. Agora, chegou a dez derrotas na competição, 29 gols sofridos e saldo de 21 gols negativos. Depois de perder por 3 a 0 para a Ponte Preta, 4 a 0 para o São Paulo e 4 a 1 para o Palmeiras, agora apanhou do Corinthians. Será que vai conseguir levantar?

FICHA TÉCNICA: CORINTHIANS 3 X 0 VASCO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data/hora: 29 de julho de 2015, quarta-feira, às 22h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Público pagante/renda: 30.340 pagantes / R$ 1.608.159,76
Cartões amarelos: Serginho, Luan e Christianno(Vasco)
Gols: Renato Augusto, 1’/2ºT (1-0); Gil, 16’/2ºT (2-0); Elias, 31’/2ºT (3-0)

CORINTHIANS: Walter, Fagner (Edilson – intervalo), Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Ralf – 36’/2ºT; Jadson, Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love (Luciano – intervalo). Técnico: Tite.

VASCO: Jordi, Jean Patrick, Rodrigo, Luan e Christianno; Anderson Salles, Guiñazu, Serginho (Andrezinho – 23’/2ºT) e Jhon Cley; Herrera (Emanuel Biancucchi – 39’/2ºT) e Riascos (17’/2ºT). Técnico: Celso Roth.

LANCEPRESS!

Comentários

comentários