Vacinas contra HPV é liberada para jovens de até 26 anos em postos da Capital

Lúcio Borges

A vacina contra o HPV (Papiloma vírus humano) foi liberada pelo Ministério da Saúde para a população de ambos os sexos com idade entre 15 e 26 anos. A vacinação que era dirigida de crianças/adolescente à jovens de até 15 anos, agora foi alterada, mas temporária e só enquanto durarem os estoques nas salas de vacina dos Posto de Saúde dos municípios, que são a ponta final para distribuição e aplicação do medicamento. Em Campo Grande, a imunização tem quase 15 mil dose, sendo decidida pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), que será feita em todas as unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF), a partir desta sexta-feira (18). As salas de vacina funcionarão em horário “comercial”.

Contudo, o grupo prioritário entre meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, continua com a demanda a ser perseguida e alcançada meta, para imunizar em principal forma de prevenção contra o aparecimento do câncer do colo de útero, pênis, orofaringe e ânus.  A vacinação ainda ocorre para homens e mulheres de 9 a 26 anos, vivendo com HIV/Aids.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Sesau, Mariah Barros, explica que ampliação da faixa etária foi autorizada pelo Ministério, para buscar este grupo e mais ainda o publico que é mais alvo, entre meninas/os dos 9 a 14 anos, que apesar de um aumento em busca da vacina, ainda se encontra abaixo da expectativa. “As coberturas vacinais continuam muito abaixo da meta preconizada de 80%, visto que a vacinação na adolescência tem uma série de dificuldades, como resistência desse grupo etário de buscar uma unidade de saúde, especialmente para vacinar-se e o baixo conhecimento sobre a importância da vacinação. Esse é o principal motivo para a ampliação da faixa etária e mobilizar a sociedade para a necessidade da prevenção”, disse,

Mariah explica que o esquema vacinal para esta faixa etária consiste em três doses, sendo a segunda realizada com dois meses após a primeira e a terceira no sexto mês, sendo a mesma rotina de uso desta vacina nos grupos prioritários de meninas e meninos. “Que continua intensificada e com vacinação nas escolas da rede municipal e estadual da Capital. Já a ampliação da faixa etária da vacinação contra o HPV é temporária e só enquanto durarem os estoques nas salas de vacina. Em Campo Grande, 11 mil doses estão distribuídas nas unidades de saúde e 3780 ainda estão na câmara fria da Sesau e serão distribuídas nos próximos dias”, anunciou.

Quem já buscou

De acordo com a Prefeitura da Capital, a rotina de aplicação da vacina nos grupos prioritários juvenil foi intensificada nas escolas das redes municipal e estadual. Desde janeiro deste ano, 11.023 jovens tomaram a vacina, sendo que 1.742 em julho e, 1.292 em agosto. A vacina contra o HPV é segura, eficaz e é a principal forma de prevenção contra o aparecimento do câncer do colo de útero, pênis, orofaringe e ânus.

 

 

Serviço – As salas de vacinação das unidades de saúde funcionam das 7 às 11 horas e das 13 às 17 horas. A vacinação continua enquanto durarem os estoques.

Comentários

comentários