Três décadas depois, ex-deputado do MDB é nomeado por Temer na Sudeco

O presidente Michel Temer nomeou o ex-deputado federal de Mato Grosso do Sul Antônio Carlos Nantes de Oliveira como superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), vinculada ao Ministério da Integração Nacional. Ele substituirá Cleber Ávila Ferreira, exonerado do cargo.

O ex deputado Antônio Carlos de Oliveira foi indicado ao cargo pelo ex governador André Puccinelli (Reprodução)
O ex deputado Antônio Carlos de Oliveira foi indicado ao cargo pelo ex governador André Puccinelli (Reprodução)

Antônio Carlos é advogado e economista, foi vereador em campo Grande e deputado federal tanto em Mato Grosso (1974), como em Mato Grosso do Sul (1978), pelo então MDB. No começo dos anos 80 se filiou ao PT, sendo um dos fundadores, inclusive sendo candidato a governador do Estado, em 1982, porém não venceu as eleições.

Também participou do governo federal, no Ministério da Administração, na gestão do ex-presidente Itamar Franco, além de consultou legislativo no Senado Federal. Ele agradeceu nas redes sociais, as lideranças políticas de Mato Grosso do Sul, pelo empenho na sua indicação, citando inclusive o ex-governador André Puccinelli (PMDB).

Nantes ponderou que foi Puccinelli que o “resgatou” novamente para vida pública, após um “retiro” de 34 anos. Ainda lembrou do apoio dos senadores: Simone Tebet (PMDB), Waldemir Moka (PMDB) e Pedro Chaves (PSC). Assim como dos deputados federais: Carlos Marun (PMDB), Tereza Cristina (PSB), Elizeu Dionísio (PSDB), Geraldo Resende (PSDB), e Luiz Henrique Mandetta (DEM).

“Aos 68 anos de idade, sinto-me em condições de trabalhar pelo desenvolvimento, em particular, do nosso Mato Grosso do Sul, e, claro, por toda região Centro-Oeste”. Agora vai desempenhar o comando da Sudeco, vinculada a União, que tem a função de impulsionar e fomentar a economia da região Centro-Oeste.

A Sudeco tinha sido extinta em 1990 e foi recriada em 2011, com a intenção de promover o desenvolvimento da região Centro-Oeste. Ela possibilita por meio do FCO ( Fundo Constitucional do Centro-Oeste) a realização de financiamentos de investimentos junto aos setores produtivos da região, considerados prioritários.

Comentários

comentários