Travesti de MS é morta por asfixia e jogada às margens de rodovia em SC

O corpo de uma travesti foi encontrado nu na Rodovia Jorge Zanatta, no bairro Liri, em Içara (SC), na manhã desta quarta-feira. De acordo com a Polícia Militar, um motorista de ônibus passou pelo local e avistou o corpo, que apresentava lesões e marcas de violência.

Foto Reprodução Facebook
Foto Reprodução Facebook

O Instituto Médico Legal (IML) recolheu o corpo, e aponta que amigas, que moravam junto com a vítima em Criciúma, a identificaram como sendo Karol Mello, de 30 anos, cujo nome de registro é Jonas Aparecido Vieira Lopes,.
Ela era natural do Mato Grosso do Sul e trabalhava em desde o final do ano passado em Içara quando se mudou para Santa Catarina.

Após o exame, foi constatada morte por asfixia, ocorrida em torno de 4h da madrugada desta quarta-feira. O laudo médico fica pronto em 15 dias e será encaminhado para a Polícia Civil.
Não há suspeitos para o crime, que ocorreu em um lugar onde as travestis fazem ponto para programas sexuais.

Carol é natural de Nioque, mas morava em Campo Grande antes de ir para Santa Catarina. Parentes residem em um assentamento rural de Nioaque, a 179 quilômetros da Capital.

Comentários

comentários