Torcedores tentam invadir vestiário do Corinthians após nova eliminação

Se a noite dos jogadores do Corinthians já seria de pesadelo apenas pela eliminação na Copa Libertadores após empate em 2 a 2 contra o Nacional (URU), ela foi completada por uma tentativa de invasão de vestiário por parte de alguns torcedores. O fato se deu cerca de 30 minutos após o fim do jogo, quando três torcedores do Timão empurraram a porta do vestiário e xingaram jogadores e seguranças no momento em que os atletas já estavam dentro do local. Os envolvidos foram, em seguida, retirados pelos homens que faziam a segurança.

Três torcedores se mostraram insatisfeitos com mais uma eliminação em casa e tentaram invadir vestiário corintiano após a partida. Partida registrou recorde de público neste ano
Três torcedores se mostraram insatisfeitos com mais uma eliminação em casa e tentaram invadir vestiário corintiano após a partida. Partida registrou recorde de público neste ano

As palavras proferidas pelos torcedores na tentativa de invasão foram pedidos por mais empenho, usando também xingamentos nos gritos de ordem, como: “Time sem vergonha, vamos jogar bola seus filhos da p…”. Dois dos torcedores que participaram do protesto tinham mais idade, e um até escondeu o rosto enquanto era retirado pelo estacionamento. Após dispersar o protesto, os seguranças logo voltaram à porta do vestiário para evitar nova confusão.

– Sabemos da cobrança no Corinthians, torcedor quer títulos e vai cobrar. Muitos não analisam, cobram pelo resultado, não desempenho. Torcedor está no seu direito de cobrar, mas com inteligência, mas respeitando os jogadores. Se quiser conversar, a gente conversa, mas sem exaltar os ânimos, com respeito – comentou o volante Elias.

Além desta tentativa de invasão, houve outro registro de confusão na Arena Corinthians, ainda durante o jogo, no setor Oeste. Um grupo de torcedores protestou contra dirigentes que estavam em um camarote e seguranças que estavam no local agiram de forma truculenta com um dos torcedores que estava mais exaltado.

Os registros de insatisfação acontecem justamente no dia em que os torcedores fizeram a sua parte e registraram o recorde de público da Arena Corinthians em 2016, com 43.098 pagantes, superando os 42.403 da partida contra o Cerro Porteño (PAR), ainda na primeira fase

FESTA PROIBIDA

Quando os times entraram em campo, sinalizadores foram acesos pelas torcidas organizadas do Corinthians no setor Norte. Uma nuvem de fumaça se formou na Arena, atrasando o início do jogo em seis minutos.

Imediatamente, o telão do estádio exibiu uma mensagem pedindo para que os fogos de artifício fossem apagados, o que não ocorreu. Depois, uma faixa foi estendida no local com as frases: “Toda essa festa é por amor ao nosso Timão. E isso não é crime”. Os sinalizadores seguiram acesos nos primeiros minutos. (Lancepress)

Comentários

comentários