Testemunhas afirmam que L200 vinha 'chutada' desde o Horto Florestal

Segundo testemunhas no local do acidente envolvendo 5 veículos no cruzamento da Av. Ernesto Geisel com a R. José Paes de Faria, no bairro Jd. Jacy, por volta das 13h30 desta segunda-feira (01), afirmam que o motorista da caminhonete Mitsubishi L200 branca placa OOU 3366 de São Gabriel do Oeste-MS, Humberto Adriano Rotilli (46), estaria dirigindo em alta velocidade e furando semáforos desde o Horto Florestal.

01acegl
L200 seguia em alta velocidade e teria provocado o acidente Foto Luana Campos

Os outro 4 veículos estariam parados no sinal vermelho quando a L200 os atingiu por trás. De acordo com o Sargento do Corpo de Bombeiros, Rafael Venâncio, a princípio nenhum dos motoristas apresentava sinais de alcoolismo.

O motociclista Alexandre Carlos Cavalcanti Junior (40),  segundo o Corpo de Bombeiros, sofreu parada cardiorrespiratória e precisou ser reanimado no local. Ele pilotava uma Honda Falcon vermelha placa HSQ 2259 de Campo Grande-MS. Ele precisou ser resgatado debaixo da caminhonete Hilux prata placa NSD 0514 de Campo Grande-MS e foi encaminhado em estado gravíssimo para a Santa Casa.

As duas mulheres que ocupavam a Hilux, Viviane Vila Jabour (49) e Maria Cecilia Godoy (34), também foram para o hospital assim como o motorista da L200, que sofreu ferimento no braço, mas estava consciente enquanto os bombeiros o desencarceravam das ferragens. Eles estão conscientes, orientados e estáveis e são avaliados pelos médicos na Santa Casa e passando por exames.

Uma Montana preta e um carro Gol vermelho também foram atingidos, mas os motoristas não se machucaram. Abalado, o motorista do Gol, o empresário, Joaquim Carlos Teixeira (30), relata que viu a L200 vindo em altíssima velocidade. Ele observava a cena pelo pelo retrovisor, “Eu estava na pista da esquerda e deu para ver que ele veio chutado, há uns 130 Km ou até mais”, depois disso ele afirma que não lembra de mais nada.

Joaquim e o motorista da Montana Ricardo Ferreira Borges, foram socorridos, mas sem gravidade.

A perícia está no local para averiguar as causas do acidente. Foram necessárias 4 viaturas do Corpo de Bombeiros e 2 do Samu para realizar o resgate.

Luana Campos

Comentários

comentários