Tarado da Pop preta é identificado pela Delegacia da Mulher

A DAM (Delegacia de Atendimento a Mulher) identificou o tarado da Pop preta que atacava mulheres em Coxim. Trata-se do mecânico Bruno Paula de Andrade, de 19 anos, que confessou os crimes, ao se apresentar na delegacia nesta segunda-feira (13).

Bruno já havia sido flagrado ao invadir uma casa para espiar mulheres (Foto: PC de Souza/Arquivo)
Bruno já havia sido flagrado ao invadir uma casa para espiar mulheres (Foto: PC de Souza/Arquivo)

A polícia já estava no encalço do mecânico, mas ele se precipitou e acabou facilitando a investigação. Andrade foi a delegacia em busca de sua motocicleta, uma Pop preta, com placas originais HSU-8365, que havia sido alterada com tinta preta para HSO-8885.

Na primeira ida à Polícia Civil ele alegou que não sabia por que sua motocicleta tinha sido abandonada no cemitério da Vila Bela. Como a investigação já apontava a autoria dos atos obscenos intimou o mecânico para ser ouvido, mais tarde, na segunda ida, ele acabou confessando os crimes.

Andrade admitiu que sente um desejo incontrolável de tocar nas mulheres, principalmente quando são jovens e caminham sozinhas pelas ruas. Ele contou que se aproxima e apalpa as partes íntimas, principalmente as nádegas, fugindo em seguida.

Conforme o mecânico, ele alterou a placa da Pop com tinta preta depois que a original foi divulgada nas redes sociais por suas vítimas. Mesmo temendo ser preso, Andrade continuou atacando mulheres na periferia da cidade.

A delegada Silvia Elaine Girardi Menck, que está respondendo pela DAM, explicou que não tem como manter o mecânico preso, pois ele não está em flagrante. Entretanto, Andrade vai responder por ato obsceno. Ela pede que as vítimas procurem a DAM para fazer boletins de ocorrência.

O próprio autor reconheceu que tem algum distúrbio e precisa de tratamento. Como ele se apresentou junto com a família, ou seja, a esposa que está grávida e os sogros, a delegada orientou que procurem ajuda médica para o mecânico. “Esse tipo de distúrbio tem de ser tratado o quanto antes, para evitar que ele comece a cometer crimes de maior potencial, como o estupro”, alertou Silvia.

Foto: PC de Souza
Foto: PC de Souza

Pop preta

Foi apreendida no último dia 11, abandonada no cemitério da Vila Bela, depois que Andrade atacou uma mulher na Vila Bela. A vítima de 34 anos acionou a Polícia Militar informando que um homem numa motocicleta Honda Pop preta, havia passado por ela na avenida Frei Cirino João Primon e apalpado suas nádegas, em seguida fugiu.

Histórico

Em setembro do ano passado o mecânico foi detido depois de invadir uma residência na avenida Gaspar Ries Coelho, onde moravam cinco mulheres. Andrade teria invadido a casa para espiar as mulheres. Elas relataram que não foi a primeira vez, pois percebiam esporadicamente que eram observadas por um estranho, mas não conseguiam visualizá-lo.

Com Informações Edição de Notícias

Comentários

comentários