Suspeitos de matar estudante morrem em troca de tiros com o Batalhão de Choque

Dois homens que ainda não tiveram os nomes e idades reveladas, morreram na manhã desta quarta-feira (30), após trocar tiros com policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Confronto ocorreu na manhã desta quarta-feira (30). Foto: Divulgação
Confronto ocorreu na manhã desta quarta-feira (30). Foto: Divulgação

Segundo informações preliminares, a polícia recebeu a denúncia de que os suspeitos de matarem Thiago Cruz Martins, 24 anos, no último sábado (26), no bairro Coophamat, durante um assalto, estavam em uma residência na rua João Oliveira Machado, no bairro Aero Rancho.

Os policiais foram até o local, onde houve troca de tiros com os suspeitos e eles acabaram sendo baleados. Eles foram socorridos e encaminhados ao Hospital Regional, mas não resistiram e morreram.

30estudante

O CRIME

Thiago foi assassinado com um tiro no peito ao reagir a assalto, na noite de sábado (26), na Rua Tenente Antônio João Ribeiro, esquina com a Rua Senador Queiroz, no Bairro Coophamat, na Capital.

Ele estava com um amigo que contou que ao serem surpreendidos pelos ladrões, Thiago disse que se quisessem podiam atirar, pois não entregaria nada. E, acabou levando um tiro no peito.

Thiago, que era estudante de história da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e frequentava a igreja Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias, morreu na Santa Casa.

Na segunda-feira (28), outros dois homens suspeitos de roubo morreram durante confronto com o Batalhão de Choque. 

 

Comentários

comentários