STJ nega liberdade a José Carlos Bumlai

O ministro Ribeiro Dantas, da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou nesta quarta-feira pedido de liberdade ao pecuarista José Carlos Bumlai, preso na última semana na 21ª fase da Operação Lava Jato.

02amigo

Amigo do ex-presidente Lula, cujo nome utilizava em negociações empresariais, Bumlai se recusou a prestar esclarecimentos à CPI do BNDES nesta terça-feira na Câmara dos Deputados.

O argumento da defesa de Bumlai no pedido do habeas corpus negado pelo STJ é que o pecuarista se colocou à disposição da Justiça para prestar esclarecimentos e que não haveria risco de obstrução à coleta de provas.

À Polícia Federal, ele negou ter feito repasses ao PT, embora os investigadores do petrolão tenham indícios de que ele atuou diretamente em um esquema de corrupção envolvendo a contratação da Schahin pela Petrobras para operação de um navio sonda e de que a transação só ocorreu após o pagamento de propina a dirigentes da Petrobras, ao próprio pecuarista e ao PT.

A exemplo do escândalo do mensalão, o pagamento de dinheiro sujo, segundo a Força-tarefa da Lava Jato, foi camuflado a partir da simulação de um empréstimo no valor de 12,17 milhões de reais.

Agência Brasil

Comentários

comentários