Servidores pedem apoio da AL para intermediar negociação salarial

Representante do Fórum dos Servidores de Mato Grosso do Sul e presidente do Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis do Estado), Alexandre Barbosa, usou a tribuna na sessão plenária de hoje para pedir apoio dos parlamentares na negociação de reajuste salarial junto ao governo do Estado.

Servidores pede apoio aos parlamentares
Servidores pede apoio aos parlamentares Roberto Higa

 

Pelo menos 300 servidores de diversas categorias como saúde, segurança pública e polícia, acompanharam os trabalhos da Casa.

De acordo com Alexandre, o governo informou que não concederá reajuste salarial, pois não possui orçamento e que o mesmo já teria sido repassado em 2014. No entanto, os servidores explicaram que o que foi pago era reajuste escalonado proposto pelo ex-governador André Puccinelli e nada tem a ver com salário de 2015.

“Pedimos que nos repasse pelo menos o que foi a inflação que chega a 8,12%. Sabemos que há dotação orçamentária para conceder esse reajuste e nossa data base é nesse mês de maio”, explicou o presidente do Sinpol.

O deputado estadual Pedro Kemp, líder do PT, disse que os parlamentares levarão a proposta dos servidores ao governo na tentativa de que a negociação seja reaberta.

“A remuneração dos servidores está prevista na Constituição Federal e negar esse reajuste seria ferir a Constituição. O que os servidores receberam entre 2013 e 2014 não é antecipação de reajuste, até porque o ex-governador não teria legitimidade para fazer isso. Vamos evitar a greve porque gera transtornos e acreditamos no empenho do governador Reinaldo Azambuja para reabrir essa negociação”, enfatizou.

Comentários

comentários