Servidores federais protestam na Governadoria com a chegada do Ministro da Justiça

Os servidores do Sindijufe-MS (Sindicato dos Servidores do Judiciário Federal e Ministério Público da União de Mato Grosso do Sul) pegaram carona na visita do ministro da Justiça José Eduardo Cardozo na Capital nesta quarta-feira (2) para protestar pelo veto da presidente Dilma Rousseff (PT) ao projeto de lei de recomposição de perdas salariais.

foto Silvio Ferreira
fFoto Silvio Ferreira

Com cartazes e aos gritos de “não tem acordo”, os trabalhadores cobraram a reposição salarial de 41%. O forte esquema de segurança do ministro impediu que os manifestantes chegassem muito perto da comitiva.

O protesto foi “engrossado” por duas produtoras rurais de Aquidauana. Mônica Carvalho e sua irmã Miriam Corrêa, que têm propriedade reivindicada por índios, estavam com cartazes que ironizaram a demora para solucionar o problema.”Não quer decidir? Faça uma reunião”, dizia um dos cartazes.

Depois do início das reuniões, também chegaram em frente à governadoria sete manifestantes do movimento Fora Dilma.

De acordo com uma das produtoras, a terra dela foi titulada pela União em 1873. “Reunião não adianta mais porque não resolve a situação do índio que está em miséria e o produtor que paga a conta”, disse Mônica.

Participam o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), secretária nacional de segurança pública, Regina Miki, presidente da Funai, João Pedro Gonçalves, além de representantes de forças de segurança.

Comentários

comentários